June 30, 2018 / 8:43 PM / 5 months ago

Messi fracassa em provável última chance com a seleção argentina

NIZHNY NOVGOROD, Rússia (Reuters) - A provável última chance de Lionel Messi somar um grande título pela seleção argentina a uma carreira repleta de troféus individuais e conquistas pelo Barcelona escapou com a eliminação da Argentina da Copa do Mundo da Rússia neste sábado.

Lionel Messi lamenta chance perdida contra a França 30/06/2018 REUTERS/Dylan Martinez

Na semana de seu aniversário de 31 anos, Messi teve novamente uma atuação praticamente apagada na derrota por 4 x 3 para a França pelas oitavas de final do Mundial da Rússia, em Kazan. 

Jogando na chamada posição de “falso nove”, Messi fechou um torneio decepcionante com mais um desempenho abaixo do esperado na Arena Kazan.

“Temos o melhor jogador do mundo e tínhamos que tentar criar situações coletivas para realmente usar esse jogador que pode ter muitos momentos brilhantes”, disse o técnico da Argentina, Jorge Sampaoli, a jornalistas. 

“Tentamos muitas táticas diferentes — cercá-lo, criar espaço para ele ... tentamos usar tudo que tínhamos para que ele conseguisse fazer o que ele pode fazer. Algumas vezes conseguimos, outras vezes não”, reconheceu.

Foi a quarta Copa do Mundo para Messi, que assegurou um lugar na história do torneio com um belo gol contra a Nigéria na fase de grupos que o tornou o primeiro jogador a marcar gols em Mundiais com menos de 20 anos, na case dos 20 e na casa dos 30.

Mas o gol da “coxa de Deus” se provou o único destaque para o homem por muitos considerado um dos maiores de todos os tempo. Um passe de longa distância foi controlado com a coxa, e a bola preparada antes de tocar o campo para ser finalizada com o pé direito, do outro lado do goleiro — mais um gol impressionante que marca uma carreira estrelar. 

Essa pode ser a última imagem positiva de Messi vestindo a camisa listrada de branco e azul claro. O argentino provavelmente não deve jogar mais por seu país, tendo já saído de uma primeira aposentadoria da seleção após perder um pênalti na final da Copa América há dois anos. 

Apesar de 128 participações na Argentina, representar seu país têm parecido cada vez mais complicado para Messi, em oposição à alegria que o jogador apresenta nas cores do Barcelona. 

Mesmo saindo de mais uma temporada extraordinária com o Barça, nunca foi certeza que Messi conseguiria repetir o desempenho com sua seleção, e a Rússia quase não notou sua presença. 

O histórico de Messi com a Argentina têm quatro finais em oito grandes torneios, mas nunca uma medalha de campeão. 

Por três vezes ele esteve entre os perdedores na final da Copa América, além de ter levado a Argentina à final da última Copa do Mundo, onde a seleção perdeu para a Alemanha no Rio de Janeiro. 

Discussões sobre se Messi ou seu rival Cristiano Ronaldo são os melhores jogadores da história inevitavelmente apresentarão o fato de o argentino nunca ter conquistado um título com sua seleção, principalmente porque Cristiano conquistou a Eurocopa com Portugal há dois anos atrás.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below