July 2, 2018 / 10:31 AM / 4 months ago

López Obrador é eleito presidente do México em vitória histórica para a esquerda

CIDADE DO MÉXICO (Reuters) - Andrés Manuel López Obrador venceu a eleição presidencial do México no domingo, abrindo caminho para o governo mais de esquerda na história democrática do país em um momento de relações tensas com o governo dos Estados Unidos.

Novo presidente do México, Andrés Manuel López Obrador, durante evento na Cidade do México 02/07/2018 REUTERS/Goran Tomasevic

O ex-prefeito da Cidade do México ganhou com a maior margem de votos em uma eleição presidencial no país desde a década de 1980, de acordo com contagem oficial que o mostrou recebendo mais da metade dos votos — cerca de 30 pontos percentuais a mais que seu adversário mais próximo.

Com promessas de combater a corrupção e enfrentar os cartéis de drogas com uma abordagem menos confrontante, López Obrador assume o poder com grandes expectativas e seus esforços para reduzir a desigualdade serão observados de perto por investidores apreensivos.

Seu governo pode adotar controles mais rígidos sobre o investimento estrangeiro e uma abordagem menos condescendente com os Estados Unidos.

O peso mexicano oscilou ao longo do dia, ganhando e perdendo força diante do dólar depois que a escala da vitória de López Obrador ficou clara.

Os investidores estão analisando atentamente para ver se o Morena, partido de apenas quatro anos de existência de López Obrador, terá maioria no Congresso, um resultado que lhe daria maior liberdade para alterar a política econômica.

Os adversários Ricardo Anaya, ex-líder da legenda de centro-direita Partido da Ação Nacional (PAN), e o candidato da sigla governista Partido Revolucionário Institucional (PRI), José Antonio Meade, admitiram derrota minutos após as pesquisas de boca-de-urna.

Dezenas de milhares de pessoas lotaram a praça Zócalo, na Cidade do México, onde López Obrador discursou após a meia-noite acompanhado por sua esposa e seus filhos.

“O novo projeto da nação tentará buscar uma democracia autêntica”, disse ele em um discurso conciliador, prometendo independência ao Banco Central e prudência na economia, além de respeito pelas liberdades individuais.

“Quero entrar para a história como um bom presidente do México”, afirmou.

Em Tepetitan, cidade natal de López Obrador situada em Tabasco, Estado do sul mexicano, moradores se reuniram na praça do vilarejo ao som de música, crianças andaram em bicicletas com latas amarradas e motoristas tocaram as buzinas dos carros em comemoração.

Josefa del Carmen Paz Reyes, uma advogada de 68 anos, celebrou a vitória de seu amigo de infância.

“Sou uma pessoa mais velha, mas me sinto tão feliz que poderia dançar”, disse Josefa. “É algo inédito, tudo que aconteceu em Tabasco, no México. Estávamos esperando por esta mudança, e agora ela chegou”.

TRABALHANDO COM TRUMP

O nacionalismo de López Obrador, além de seus comentários depreciativos sobre os rivais, renderam comparações com o presidente norte-americano, Donald Trump.

Em uma postagem no Twitter, Trump parabenizou o político de esquerda pela conquista.

“Tenho muita expectativa de trabalhar com ele. Há muito a ser feito que beneficiará tanto os Estados Unidos quanto o México!”, tuitou Trump.

O primeiro contato de alto nível entre López Obrador e a Casa Branca provavelmente será um telefonema nesta segunda-feira. Na noite de domingo Trump aventou a hipótese de taxar os carros importados do México se surgirem tensões com o novo governo.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below