July 4, 2018 / 2:13 PM / 4 months ago

Neymar deveria parar de exagerar quando sofre faltas, diz ex-campeão alemão Matthaeus

MOSCOU (Reuters) - O atacante Neymar é um jogador de nível mundial que não precisa exagerar quando sofre faltas, porque isso não lhe traz nenhuma solidariedade dos torcedores, disse o ex-capitão e campeão mundial alemão Lothar Matthaeus nesta quarta-feira.

Neymar reage à falta sofrida durante jogo contra o México 02/07/2018 REUTERS/Dylan Martinez

Neymar, que já marcou dois gols e ajudou o Brasil a chegar às quartas de final da Copa do Mundo da Rússia, nas quais enfrentará a Bélgica na sexta-feira, vem sendo muito criticado por uma série de reações exageradas em choques com adversários.

“Neymar não precisa disso. Ele é um jogador excelente, um dos cinco melhores do mundo”, disse Matthaeus, de 57 anos, que conquistou o Mundial de 1990 com a Alemanha, aos repórteres. “Por que ele precisa da encenação?”

“Isso não lhe traz solidariedade. Diego Maradona (campeão mundial em 1986) não fingia, (o capitão da Argentina) Lionel Messi não está fingindo. Precisamos de jogadores como Neymar, mas não da encenação.”

Matthaeus disse que cabe aos árbitros pôr fim a isso, acrescentando que em sua época o colombiano Carlos Valderrama também tinha esse hábito, mas que hoje há jogadores demais assim.

“Lembro da Colômbia (contra a Inglaterra na terça-feira), como estavam fingindo”, disse. Os ingleses venceram por 4 x 3 nos pênaltis em um jogo mal humorado que foi interrompido quase constantemente pelo árbitro Mark Geiger, que deu cartões a seis colombianos e dois ingleses.

“Nos anos 1990 eles tinham um Carlos Valderrama, agora a Colômbia têm seis. Não gosto dessa provocação e encenação e não consigo entender por que um jogador gosta de fingir. Com o árbitro de vídeo (VAR) isso não deveria ser possível.”

Matthaeus também culpou Geiger por não punir os jogadores pelo comportamento.

“É preciso cortar isso. Ele (Geiger) esqueceu de cortá-lo na hora certa. Ele deixou (os colombianos) fazerem.”

Geiger marcou um pênalti à Inglaterra aos 12 minutos do segundo tempo, mas Harry Kane precisou de vários minutos para batê-lo, já que os colombianos cercaram o árbitro questionando sua decisão.

“Com o pênalti perdemos três minutos de futebol por causa das discussões. Não precisamos desta encenação. Queremos ver jogos de futebol, as pessoas sempre vêm assistir um jogo de futebol. Se elas quiserem encenação deveriam ir a outro lugar”, disse o alemão.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below