July 13, 2018 / 3:51 PM / 2 months ago

Diretor-presidente da Cielo renuncia e vice-presidente de Finanças assume interinamente

SÃO PAULO (Reuters) - O diretor-presidente da Cielo, Eduardo Campozana Gouveia, renunciou ao cargo nesta sexta-feira, em um movimento não esperado que levou a uma forte queda das ações da empresa no início do pregão na bolsa paulista.

O comando da companhia de meios eletrônicos de pagamentos ficará interinamente com Clovis Poggetti Junior, atual vice-presidente de Finanças e de Relações com Investidores da companhia, disse a empresa em fato relevante nesta sexta-feira.

Campozana Gouveia, que ocupava o cargo há um ano e meio, alegou questões de foro pessoal e familiar para deixar o comando da companhia, mas acompanhará o processo de sua transição até a saída efetiva no mês de agosto. Posteriormente, Poggetti Junior, que ingressou na Cielo em 2007, vai auxiliar na transição até a posse efetiva do sucessor.

O presidente do conselho de administração da Cielo, Marcelo Noronha, disse à Reuters que terá conversas diárias com o diretor-presidente interino e reuniões semanais com a equipe de administração da empresa até que um novo presidente seja nomeado.

Segundo Noronha, um novo diretor-presidente deve ser escolhido dentro de 60 dias.

Noronha, vice-presidente do Bradesco, um dos sócios controladores da Cielo junto com o Banco do Brasil, foi eleito em maio como presidente do conselho de administração da companhia.

“Por questões de foro pessoal e familiar, o Sr. Eduardo Campozana Gouveia decidiu renunciar ao cargo de Diretor-Presidente após exercê-lo por um ano e meio, deixando, como marcas de sua gestão, uma empresa mais moderna e próxima de seus clientes”, disse a Cielo no fato relevante.

Em teleconferência com analistas que acontece nesta tarde, a Cielo disse que a saída de Gouveia não tem relação com o próximo balanço e que o novo diretor-presidente da empresa pode ser executivo do Bradesco, do Banco do Brasil ou ser recrutado por fora.

Após chegar a cair 7,8 por cento na mínima da sessão, os papéis da Cielo mudaram o rumo na bolsa paulista e subiam 1,6 por cento, às 12:42.

Segundo analistas do Credit Suisse, a notícia não esperada é negativa. “Uma mudança no comando quando várias decisões estratégicas importantes estão sendo tomadas (por exemplo, aumento nos esforços de marketing, mudanças na precificação, busca de um maior engajamento dos bancos controladores e implantação da Stelo) é um ponto importante de preocupação”, disseram os analistas do banco, em nota a clientes.

Campozana Gouveia disse que a sua decisão de deixar a empresa foi a mais difícil que já tomou e que “demandou muito tempo e muita reflexão”.

“Saio com sentimento de missão cumprida por ter dado passos firmes na direção correta”, disse o executivo, segundo fato relevante.

Por Raquel Stenzel e Carolina Mandl; reportagem adicional de Paula Arend Laier

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below