July 22, 2018 / 6:02 PM / 2 months ago

Hamilton retoma liderança da F1 com "milagre" na Alemanha

HOCKENHEIM (Reuters) - Lewis Hamilton foi da 14ª colocação para a primeira e fez um “milagre” para conquistar a vitória no Grande Prêmio da Alemanha com sua Mercedes neste domingo, retomando a ponta do campeonato de pilotos da Fórmula 1, que estava com Sebastian Vettel da Ferrari.

Vettel, agora 17 pontos atrás do britânico após começar a prova 8 à frente, foi o líder desde a pole position, mas uma chuva que caiu nas últimas voltas trouxe caos à prova e o alemão acabou derrapando e deixando o GP diante dos seus torcedores.

Hamilton, atual campeão, recebeu a bandeira quadriculada em sua quarta vtória na Alemanha, igualando o recorde. Atrás dele, ficaram o finlandês Valtteri Bottas, da Mercedes, e Kimi Raikkonen, da Ferrari.

“Nunca tive uma corrida como essas”, disse. “Depois de tantos anos correndo, você nunca sabe quando terá uma prova melhor do que a sua melhor prova, mas aqui está.”

É a 66ª vitória de Hamilton na F1 e, minutos após a bandeirada, o céu ficou escuro dando início a uma tempestade com trovões e um aguaceiro, que teria paralisado qualquer corrida.

“Milagres acontecem, amigo”, disse o engenheiro de corrida de Hamilton, Pete Bonnington, no rádio, depois de começo lento de prova que se transformou depois em um dos melhores momentos de uma carreira já vitoriosa do britânico.

Hamilton, que se atirou nos braços de seus mecânicos e também recebeu um abraço de urso do animadíssimo chefe da Mercedes-Benz, Dieter Zetsche, parecia tão surpreso quanto qualquer um.

“A chuva caiu e lavou toda a negatividade. É um dia de glória”, disse Hamilton, com a voz trêmula. “Não poderia ser um dia melhor.”

Derrotado por Vettel em sua casa no Grande Prêmio da Inglaterra em Silverstone há duas semanas, ocasião na qual ele foi da pole para as últimas posições e depois ainda acabou em segundo, agora ele vivenciou o outro lado da moeda.

“O amor vence tudo”, declarou ele, em uma possível referência a uma mensagem de ânimo que ele postou no Instagram depois que seu carro quebrou no treino classificatório do sábado.

“É obviamente muito, muito difícil conseguir o que consegui largando daquela posição, altamente improvável, mas você sempre tem que acreditar”, acrescentou o tetracampeão, que fez uma longa oração antes da corrida começar.

“Eu realmente realizei um sonho hoje.”

Para Vettel, foi simplesmente um pesadelo —a chance de uma grande vitoria deslizou por suas mãos em um instante. Ele agora tem 171 pontos diante dos 188 de Hamilton.

Ele bateu no volante com raiva depois que o carro deslizou e foi parar no muro de pneus, um incidente na 52ª volta que trouxe o safety car à pista.

“Eu tinha tudo em minhas mãos —um pequeno erro e uma grande decepção”, disse o alemão.

“Foi um daqueles momentos. Foi um erro meu, então peço desculpas ao meu time. Eles fizeram tudo certo.”

Hamilton, que já estava em quinto depois de 14 voltas, fez seus pneus macios durarem por 42 voltas, e foi aos boxes antes da chuva para mudar para os ultramacios.

Max Verstappen foi o quarto colocado com a Red Bull e Nico Hulkenberg, quinto com a Renault.

Romain Grosjean ficou em sexto com a Haas, à frente do mexicano Sergio Perez e do francês Esteban Ocon, da Force India, em sétimo e oitavo lugares.

O sueco Marcus Ericsson colocou a Sauber em nono e o neo-zelandês Brendon Hatley foi o 10º com a Toro Rosso.

Por Alan Baldwin

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below