for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up

Diretor-geral da OMC vê fim da guerra comercial a partir de negociações políticas

Diretor-geral da OMC, Roberto Azavêdo, durante reunião em Genebra 25/07/2018 REUTERS/Denis Balibouse

GENEBRA (Reuters) - A guerra comercial global emergente terá que ser encerrada por um acordo político entre líderes mundiais, porque continuar no atual caminho apenas prejudicará a economia global, disse o chefe da Organização Mundial do Comércio (OMC) nesta quarta-feira.

O diretor-geral da OMC, Roberto Azevêdo, disse a repórteres em Genebra que a disputa é política e não técnica, e que há diferentes visões sobre as melhores práticas para promover crescimento econômico e impulsionar empregos.

“Claramente o governo (dos EUA) tem suas próprias visões sobre como alcançar isso, e eu suponho que haverá um debate doméstico sobre isso e em algum momento eles entenderão isso.”

Por Tom Miles e Stephanie Nebehay

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up