August 10, 2018 / 7:08 PM / 3 months ago

USDA prevê safra recorde de soja nos EUA; eleva projeções para milho

CHICAGO (Reuters) - O Departamento de Agricultura dos EUA (USDA, na sigla em inglês) elevou nesta sexta-feira suas perspectivas para as safras norte-americanas de milho e soja deste ano, devido ao bom tempo durante as principais fases de desenvolvimento.

Grãos de soja em galpão de armazenamento 28/07/2014 REUTERS/Tom Gannam

O aumento da projeção da colheita de soja, para um recorde, vai impulsionar os estoques em um momento em que a guerra comercial com a China é um problema para a exportação da oleaginosa dos EUA, que está sendo taxada pelo país asiático.

Já o milho contará com forte demanda, reduzindo os estoques, segundo o USDA.

“O número de grãos é tão increditavelmente grande”, disse Mark Gold, da Top Third Ag Marketing. “Se nós não fizermos um acordo comercial com os chineses, o agricultor americano ficará em apuros.”

O relatório de oferta e demanda do governo dos EUA estimou a produção de soja e o rendimento do milho em máxima históricas. Os contratos futuros do milho e da soja em Chicago caíram acentuadamente nesta sexta-feira, com o impacto do relatório.

O USDA também diminuiu a sua previsão para a produção e forneciamento global de trigo, com as condições de tempo secas e quentes prejudicando as projeções de colheita na União Europeia.

O departamento aumentou a sua estimativa para as exportações de soja em 2018/19 para 2,060 bilhões de bushels, depois de ter feito um grande corte na previsão em julho. Porém, as exportações de soja ainda devem ficar abaixo do total de 2017/18.

A colheita de milho na safra 2018/2019 foi estimada em 14,586 bilhões de bushels, a terceira maior na série histórica, com base em um rendimento médio de 178,4 bushels por acre.

Na estimativa do mês anterior, o USDA havia apontado 14,230 bilhões de bushels para a produção dos EUA neste ano.

Analistas tinham esperado uma colheita de milho de 14,411 bilhões de bushels e produtividade em uma média de 176,2 bushels por acre, de acordo com as médias de estimativas feita por uma pesquisa na Reuters.

O USDA previu a produção de soja em 2018/19 em 4,586 bilhões de bushels, com rendimentos médios chegando a 51,6 bushels por acre. Na estimativa anterior, a safra havia sido apontada em 4,310 bilhões de bushels, com a produtividade média a 48,5 bushels por acre. Tanto as projeções para o rendimento quanto para a produção superaram as estimativas do mercado.

Com a reavaliação da estimativa, expectativa de que o Brasil em algum momento vai superar os EUA na produção de soja não deve se realizar em 2018/19. Até o mês passado, o USDA projetava que o país, o maior exportador global da oleaginosa nos últimos anos, superaria os norte-americanos na produção pela primeira vez na temporada 18/19.

“Do ponto de vista dos EUA, a oferta é baixista”, disse Don Roose, presidente da U.S. Commodities. “Não há muito para falar sobre temas altistas.”

Os estoques finais de soja foram previstos em 430 milhões de bushels para a safra 2017/18 e 785 milhões de bushels para 2018/19.

Para o milho, os estoques finais de 2017/18 foram previstos em 2,027 bilhão de bushels e os estoques finais de 2018/19 estimados em 1,684 bilhão de bushels.

Reportagem de Mark Weinraub

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below