October 7, 2019 / 2:15 PM / 2 months ago

Polícia de Londres prende 135 ativistas do clima em início de protesto

LONDRES (Reuters) - A polícia de Londres prendeu 135 ativistas do clima, informou a corporação nesta segunda-feira, primeiro dia de duas semanas de ações de desobediência civil pacífica na cidade para cobrar uma ação urgente do governo para cortar as emissões de carbono.

Policiais prendem ativista durante protesto em Londres 07/10/2019 REUTERS/Henry Nicholls

Os protestos, que organizadores esperam reunir 10 mil pessoas na capital britânica, são parte do que ativistas do grupo Extinction Rebellion classificam como uma “rebelião internacional”, com ações semelhantes acontecendo na Austrália, na Holanda e em outros lugares.

Repórteres da Reuters no bairro de Westminster, em Londres, viram ativistas interditarem uma ponte e várias ruas à medida que os protestos ganhavam ritmo na manhã desta segunda-feira.

Um grupo pequeno de ativistas se amarrou a um míssil nuclear de mentira diante do Ministério da Defesa, pedindo ao governo que redirecione os fundos gastos com os submarinos nucleares britânicos Trident para as políticas climáticas.

“Clima, não Trident”, dizia um cartaz colocado perto do míssil falso.

Em outro local, um par de ativistas estacionou um carro no meio de uma rua importante e se prendeu a ele. Um fotógrafo da Reuters viu mais de uma dúzia de policiais cercando o veículo e dois deles tentando soltar os ativistas.

Separadamente, grandes grupos de ativistas bloquearam a ponte Lambeth e a rua do Parlamento, ambas próximas das casas do Parlamento. Eles portavam cartazes com frases como “A mudança climática priva nossos filhos de um futuro a menos que atuemos agora”.

Richard Dyer, um médico escocês aposentado que participava dos protestos, disse que os viu como uma extensão de sua carreira médica porque a mudança climática é a maior ameaça da história à saúde pública.

“Pessoas do movimento ambiental e cientistas climáticos vêm tentando persuadir o público e o governo a adotarem ações sérias, e nada aconteceu”, disse ele à Reuters. “Queremos usar qualquer meio que pudermos para fazer as pessoas e o governo pararem e notarem”.

O Extinction Rebellion se tornou conhecido em abril, quando atrapalhou o trânsito no centro de Londres durante 11 dias. Mais de 1 mil ativistas foram presos à época, dos quais 850 foram processados por vários delitos de desordem pública. Até agora, 250 foram condenados.

A polícia adotou táticas mais proativas para lidar com o grupo desta vez. No sábado, policiais usaram um aríete para entrar em um edifício do sul londrino onde os ativistas estavam armazenando equipamento para usarem durante o protesto de duas semanas.

Por Peter Nicholls, Henry Nicholls e Andrew Marshall

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below