October 11, 2019 / 10:38 AM / 5 days ago

Com aproximação de tarifas dos EUA, China eleva apoio a acordo comercial parcial

REUTERS/Brian Snyder

PEQUIM (Reuters) - Um jornal estatal chinês afirmou na sexta-feira que um acordo comercial “parcial” vai beneficiar a China e os Estados Unidos, e que os EUA deveriam aceitar a oferta na mesa, refletindo o objetivo chinês de aliviar a disputa antes que mais tarifas norte-americanas entrem em vigor.

Ambos os lados adotaram tarifas sobre centenas de bilhões de dólares em produtos durante os 15 meses da disputa comercial, que abalou mercados financeiros e afetou as cadeias de oferta com as empresas alterando os locais de produção.

Conforme negociadores dos EUA e da China encerraram um primeiro dia de discussões comerciais em mais de dois meses na quinta-feira, grupos empresariais demonstraram otimismo de que os dois lados possam aliviar o conflito e adiar o aumento de tarifas dos EUA marcado para a próxima semana.

O principal negociador da China, o vice-premiê Liu He, disse na quinta-feira que o país está disposto a alcançar um acordo com os EUA sobre questões que importam para ambos os lados, buscando evitar piora dos atritos.

Somando-se a isso, o jornal oficial China Daily disse em um editorial em inglês: “um acordo parcial é um objetivo mais factível”.

Horas antes de uma esperada reunião entre Liu e o presidente dos EUA, Donald Trump, na Casa Branca, o regulador de títulos da China apresentou um cronograma para retirar limites de propriedade estrangeira em empresas de futuros, títulos e fundos mútuos pela primeira vez.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below