October 19, 2019 / 3:42 PM / a month ago

Primeiro-ministro britânico assume postura desafiadora, após adiamento do Brexit

LONDRES (Reuters) - Um desafiador primeiro-ministro Boris Johnson afirmou que não negociaria outro acordo de saída do Reino Unido da União Europeia, após perder uma votação no Parlamento, neste sábado, que o obriga a pedir um adiamento.

O Parlamento votou, por 322 a 306, a favor de uma emenda apresentada por Oliver Letwin, ex-ministro conservador, que reteve apoio ao acordo do Brexit firmado por Johnson com a UE, na quinta-feira.

De acordo com a legislação passada anteriormente, a votação significa que Johnson é obrigado a escrever à UE pedindo um adiamento da data marcada para o Reino Unido ir embora, em 31 de outubro.

Mas Johnson tem dito repetidas vezes que não fará isso e, neste sábado, manteve o mesmo discurso.

“Não negociarei um adiamento com a UE e a lei não me obriga a fazer isso”, disse Johnson, ao Parlamento.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below