for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up
Nacional

Secretaria de Saúde de MG descarta suspeita de coronavírus

23/01/2020 REUTERS/Ann Wang

SÃO PAULO (Reuters) - A Secretaria de Saúde de Minas Gerais disse nesta quinta-feira que o caso de uma paciente que esteve na China e que apresentou sintomas respiratórios não é mais um caso suspeito de infecção por uma nova cepa de coronavírus.

A secretaria disse que o registro do caso como suspeito de infecção por coronavírus foi feito por precaução e quando o órgão ainda não tinha as orientações do Ministério da Saúde sobre casos suspeitos.

Como a secretaria recebeu essas orientações nesta quinta-feira, o órgão mudou o status da paciente em consonância com os critérios do ministério.

“A notificação se deu porque a paciente esteve em um evento internacional na China, teve contato com pessoas de diversos locais do mundo, com vários dias de duração e apresentava sintomas respiratórios”, disse a secretaria em nota.

“A Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais informa que teve acesso nesta quinta-feira às orientações oficiais do Ministério da Saúde, por meio do Boletim Epidemiológico nº 04, onde constam os critérios de definição de casos suspeitos para o novo coronavírus”, acrescentou.

“Assim, a partir deste protocolo veiculado nesta quinta-feira, o Estado de Minas Gerais irá adotar as recomendações do Ministério da Saúde e neste momento este caso não atende ao critério de caso suspeito para o novo coronavírus.”

Autoridades chinesas confirmaram 18 mortes por infecção pelo coronavírus até esta quinta-feira, informou a Comissão Nacional de Saúde da China. Mais cedo, o órgão disse que outros 393 casos suspeitos foram relatados.

Dos oito casos conhecidos em outros países, a Tailândia confirmou quatro, enquanto Japão, Coreia do Sul, Taiwan e Estados Unidos registraram um cada.

Reportagem de Eduardo Simões\

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up