January 27, 2020 / 11:44 AM / 4 months ago

Líder interina da Bolívia pede que ministros renunciem após anunciar candidatura presidencial

Líder interina da Bolívia, Jeanine Áñez 24/01/2020 REUTERS/David Mercado

LA PAZ (Reuters) - A presidente interina da Bolívia, Jeanine Áñez, pediu que todos os ministros do governo renunciem para lidar com um “novo estágio de transição democrática”, após a líder ter anunciado que será candidata na eleição presidencial de maio.

O gabinete presidencial informou em comunicado que Áñez vai buscar preencher as posições o mais rapidamente possível de forma a manter a continuidade dos trabalhos antes das eleições, que serão disputadas após a renúncia do líder de esquerda Evo Morales, sob pressão, depois da votação de outubro em que fora reeleito.

A conservadora Áñez, uma ex-senadora, anunciou sua candidatura na sexta-feira, uma medida que provocou diversas críticas no país, uma vez que ela havia anteriormente descartado concorrer e vinha dizendo que seu único objetivo era levar o país a novas eleições.

Reportagem de Daniel Ramos e Monica Machicao

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below