February 15, 2020 / 5:03 PM / 2 months ago

Turquia nega ter desrespeitado acordo com Rússia na província síria de Idlib

ANCARA/MOSCOU (Reuters) - A Turquia rejeitou neste sábado acusações russas de que suas ações na província de Idlib, na Síria, desrespeitaram acordos de diminuição na tensão com a Rússia e o Irã, e disse que tomará medidas militares na região se os esforços diplomáticos com Moscou fracassassem.

Turquia e Rússia, que apoiam lados opostos na guerra da Síria, concordaram em 2018 em criar uma zona de desescalada na província noroeste. Mas a frágil cooperação foi interrompida por uma ofensiva do governo sírio em Idlib, na qual 13 soldados turcos foram mortos nas últimas duas semanas.

Ancara disse que usará poder militar para recuar as forças sírias, a menos que elas se retirem até o final de fevereiro, e o presidente Tayyip Erdogan ameaçou atacar as forças do governo sírio em qualquer lugar da Síria se outro soldado turco for ferido.

A Rússia, que apoia o presidente sírio Bashar al-Assad, afirma que a Turquia agravou a situação em Idlib e que Ancara não conseguiu neutralizar os militantes no país.

O vice-presidente turco, Fuat Oktay, disse à emissora NTV que a Turquia está determinada a interromper os avanços sírios em Idlib e que Ancara transmitiu sua posição a Moscou durante negociações.

Reportagem adicional de Tom Perry em Beirute

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below