for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up

BC da China mantém juros de curto prazo apesar de afrouxamento pelo Fed

Sede do Banco do Povo da China, em Pequim 28/09/2018 REUTERS/Jason Lee

XANGAI (Reuters) - O banco central da China deixou inalterados nesta quarta-feira os custos de empréstimo de curto prazo, dando de ombros para o corte emergencial da taxa de juros realizado pelo Federal Reserve na véspera.

O Banco do Povo da China não realizou operações de mercado aberto, disse o banco central em comunicado no site, deixando inalterados os acordos de recompra reversa.

Mas os mercados acreditam que as autoridades continuarão a agir para reduzir os custos de financiamentos para empresas e adotarão fortes medidas para impulsionar a economia, que tem sido afetada pelo surto de coronavírus.

A decisão do banco central chinês nesta quarta-feira acontece horas depois de o Fed ter realizado um corte emergencial de 0,50 ponto percentual na taxa de juros dos Estados Unidos para mitigar as consequências econômicas do coronavírus.

Reportagem de Winni Zhou e Andrew Galbraith

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up