March 4, 2020 / 2:33 PM / in 3 months

Governo revisará PIB de 2020 para baixo, mas número não ficará aquém de 2%, diz Sachsida

BRASÍLIA (Reuters) - A equipe econômica irá cortar a projeção de crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) deste ano em função do impacto do coronavírus sobre a atividade, mas a projeção não ficará abaixo de 2%, ante expectativa de 2,4% hoje, afirmou o secretário de Política Econômica, Adolfo Sachsida.

Fábrica de alumínio em Pindamonhangaba, SP 19/06/2015 REUTERS/Paulo Whitaker

Em entrevista à Reuters, ele pontuou que a nova estimativa será divulgada na próxima quarta-feira, juntamente com uma nota técnica, após a percepção de que a disseminação do coronavírus provocou efeitos mais severos, com epidemia também mais longa.

“Não adianta a gente ficar dourando a pílula, disse ele. “Infelizmente vai ter efeito negativo no PIB brasileiro”, completou.

“Dezesseis dias atrás, nós refizemos nossa modelagem e tinha dado 2,4% de crescimento para este ano, estávamos muito tranquilos quanto a isso. Agora, de 16 dias para cá, realmente piorou bastante”, afirmou.

Na época, o secretário havia dito à Reuters que, pelo lado da oferta, o time econômico estava atento a uma eventual falta de peças que vêm da China para empresas brasileiras. Pelo canal da demanda, a análise era sobre o comportamento dos preços de commodities, já com a avaliação de que uma queda muito grande e prolongada nos preços afetaria a economia brasileira. [nL1N2AH0RZ]

Economistas ouvidos pelo Banco Central na mais recente pesquisa Focus voltaram a reduzir sua perspectiva para o PIB deste ano a 2,17%, sobre 2,20% na semana anterior. Algumas casas já preveem uma expansão abaixo da linha politicamente sensível de 2%, como é o caso do Goldman Sachs (+1,5%) e do Banco Fator (+1,4%). [nL1N2AV0AI]

Diante do cenário de incertezas com o coronavírus, Sachsida reforçou a necessidade do país persistir na realização de reformas econômicas, classificadas por ele como “a melhor vacina”.

“Num momento delicado da saúde mundial, tenho certeza que as lideranças políticas vão se unir para aprovar o que é melhor para o povo brasileiro”, frisou Sachsida, citando a necessidade de aprovação das Propostas de Emenda à Constituição (PECs) Emergencial, dos Fundos Públicos e do Pacto Federativo.

PIB DE 2019

Quanto ao PIB de 2019 divulgado nesta quarta-feira pelo IBGE, Sachsida avaliou que o dado veio em linha com a expectativa da Secretaria de Política Econômica (SPE), de 1,12%, e que a análise de cada trimestre contra igual período de 2018 mostra que há aceleração na atividade e que o governo está no caminho correto.[nL1N2AX0EB]

“Acima de tudo há o movimento das placas tectônicas da economia, é mudança estrutural que está ocorrendo no Brasil”, defendeu ele, afirmando que agora os investimentos não são mais direcionados pelo governo e, por isso, têm qualidade “muito superior”.

Questionado sobre a queda dos investimentos no quarto trimestre de 2019 (-3,3% ante trimestre anterior e -0,4% sobre igual período de 2018), o secretário disse que o movimento é natural.

“É uma acomodação normal. As coisas vão passo a passo”, afirmou.

“O que eu prefiro olhar é essa questão de que hoje o investimento está migrando para onde ele é mais eficiente.”

Por Marcela Ayres

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below