April 1, 2020 / 8:47 PM / 4 months ago

Abril começa sem trégua na aversão a risco e Ibovespa fecha em queda

SÃO PAULO (Reuters) - O Ibovespa fechou em queda nesta quarta-feira, sem sinais de alívio nas preocupações com os reflexos do Covid-19, que derrubaram as ações em março, com ações de companhias áreas novamente entre os destaques negativos da sessão.

SÃo Paulo, Brasil 06/03/2020. REUTERS/Rahel Patrasso

Índice de referência do mercado acionário brasileiro, o Ibovespa caiu 2,81%, a 70.966,70 pontos, tendo chegado a 69.568,56 pontos no pior momento. O volume financeiro somou 21,8 bilhões de reais.

Abril começou com manutenção da aversão a risco nos mercados globais, sem sinais de arrefecimento no ritmo de contágio e, assim, nas medidas de confinamento, deixando ainda incerto o efeito da pandemia na atividade econômica global.

Para o chefe de produtos da Monte Bravo, Rodrigo Franchini, a aversão reflete as incertezas sobre os efeitos do novo coronavírus na economia norte-americana, principalmente o número de casos, em razão do seu reflexo nas decisões de “lockdown”.

“Apesar dos planos e pacotes, a questão de saúde é um problema maior porque pode levar a um ‘lockdown’ por mais tempo do que se previa anteriormente”, afirmou Franchini, que também é sócio na empresa de assessoria de investimentos.

No caso do Ibovespa, contudo, ele avalia que o pior pode já ter passado, com o índice no patamar dos 70 mil pontos ficando “atrativo”. “Dificilmente vai perder mais do que isso.”

Na visão do estrategista Dan Kawa, sócio na TAG Investimentos, enquanto não houver uma visibilidade sobre quando países ocidentais irão achatar a curva de contágio, não se saberá o tamanho da quarentena e os impactos econômicos.

O cenário nebuloso à frente, apesar do tombo de quase 30% do Ibovespa em março, diante da forte aversão a risco que dominou os mercados com a rápida disseminação do Covid-19, se refletiu em cautela nas estratégias de ações para abril.

“Com um cenário incerto à frente, nós decidimos aumentar a qualidade e o perfil defensivo do nosso portfólio, além de deixá-lo mais diversificado”, escreveram Carlos Sequeira e Osni Carfi, do BTG Pactual, em relatório a clientes.

Para a equipe da BB Investimentos, o mercado financeiro está vivendo momentos de pânico, apoiados no cenário recessivo da economia global, cujos impactos começam a ser calculados, mas ainda sem uma clara definição do real choque econômico.

DESTAQUES

- AZUL PN e GOL PN recuaram 15,38% e 12,23%, entre as maiores quedas do Ibovespa, sem sinais de alívio no ritmo de contágio do Covid-19 e de perspectivas de cancelamento das restrições à circulação de pessoas. A valorização do dólar em relação ao real era mais uma pressão negativa para o setor.

- CVC BRASIL ON perdeu 15,32%, com o setor de turismo entre os mais afetados pela pandemia. A alta do dólar ante o real também pesa, assim como divulgação recente sobre evidências de erros contábeis. A operadora de turismo adiou a divulgação de suas demonstrações de resultados referentes a 2019 sem marcar nova data.

- VIA VAREJO ON caiu 11,93%, tendo de pano de fundo comunicado da XP Gestão de que reduziu participação na companhia. A carteira recomendada da XP Investimentos para abril também excluiu os papéis. No setor, MAGAZINE LUIZA perdeu 3,87% e B2W ON subiu 0,17%.

- ITAÚ UNIBANCO PN e BRADESCO PN recuaram 7,24% e 4,38%, respectivamente, contaminados pela aversão a risco, além de preocupações sobre os efeitos no setor bancário em razão dos reflexos da epidemia de Covid-19 na economia brasileira. BANCO DO BRASIL ON caiu 4,23%.

- PETROBRAS PN subiu 2,22%, mesmo em sessão marcada pelo declínio dos preços do petróleo no exterior em razão de preocupações com a demanda e após valorização relevante na véspera. PETROBRAS ON avançou 0,5%.

- JBS ON fechou em alta de 7,03%, em sessão positiva para o setor de proteínas no Ibovespa, com MARFRIG ON subindo 3,95% e BRF ON em alta de 3,45%. MINERVA ON, que entrou na primeira prévia do Ibovespa para o período de maio a agosto, avançou 3,77%.

- VALE ON valorizou-se 0,35%, entre poucas ações com sinal positivo. A mineradora disse que poderá haver impacto no volume de produção de finos de minério de ferro em 2020 se falhar em elevar a capacidade de produção em sua mina de Brucutu.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below