April 19, 2020 / 7:19 PM / a month ago

Maior autoridade religiosa saudita recomenda Ramadã em isolamento

RIAD (Reuters) - O maior órgão religioso da Arábia Saudita, o Conselho dos Eruditos Sênior, pediu que muçulmanos de todo o mundo façam suas preces em casa durante o Ramadã, caso seus países exijam distanciamento social, para interromper a disseminação do coronavírus, informou neste domingo a agência de notícias estatal SPA.

    O mês sagrado de jejum do Ramadã começa no final desta semana. Durante esse período, os fiéis normalmente encerram seus jejuns com amigos e familiares e realizam orações à noite em grande aglomerações realizadas nas mesquitas.

    “Os muçulmanos devem evitar aglomerações, porque elas são a principal causa da disseminação da infecção... e devem lembrar que preservar as vidas das pessoas é um ato grandioso, que os aproxima de Deus”, afirmou o conselho em comunicado.

    A Arábia Saudita tem 8.274 casos confirmados de COVID-19, a doença respiratória causada pelo novo coronavírus, e 92 mortes relatadas até agora. É o maior número entre os seis países do Golfo, que somam 24.374 casos e 156 óbitos.

    (Reportagem de Ghaida Ghantous e Marwa Rashad)

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below