May 6, 2020 / 3:47 PM / a month ago

Eletrobras mantém investimentos, mas quarentena pode atrapalhar licenças, diz CEO

SÃO PAULO (Reuters) - A estatal Eletrobras mantém a intenção de investir cerca de 5,3 bilhões de reais em 2020, conforme previsto em seu plano de negócios, mesmo em meio à pandemia de coronavírus, disse nesta quarta-feira o presidente da elétrica, Wilson Ferreira Jr.

Wilson Ferreira Jr., presidente da Eletrobras 29/01/2019 REUTERS/Amanda Perobelli

Serviços de geração e transmissão de energia foram definidos pelo governo como essenciais, o que permite à companhia continuar com suas atividades, incluindo obras, acrescentou o executivo, ao participar de transmissão ao vivo realizada pelo banco Safra.

A projeção de manutenção de investimentos da Eletrobras no momento de crise do coronavírus vem após a companhia ter vendido ao longo de 2018 suas distribuidoras de energia, segmento do setor elétrico que vem sofrendo maiores impactos da pandemia.

O executivo acrescentou, em outra videoconferência com investidores, que a estatal poderia ter sido levada à “extinção” em meio à atual crise gerada pela pandemia caso não tivesse concluído ainda em 2018 a privatização de suas deficitárias empresas de distribuição.

“Se não tivéssemos feito isso, teríamos uma dificuldade enorme de atravessar essa crise, enorme”, disse ele, durante transmissão ao vivo realizada pela consultoria Bain & Company.

Concessionárias de distribuição são o elo da indústria elétrica mais afetado pelas medidas de isolamento adotadas para conter a disseminação do vírus, que têm levado a uma forte redução do consumo de eletricidade e a uma maior inadimplência, ao reduzir a renda da população.

As distribuidoras da Eletrobras ainda operavam em Estados do Norte e Nordeste, onde o governo estima que as elétricas devem sofrer retração ainda maior da demanda.

As seis distribuidoras vendidas pela Eletrobras acumulavam até 2017 prejuízo acumulado nos anos anteriores de mais de 22 bilhões de reais, enquanto apenas uma delas, a Amazonas Energia, registrou perdas de 1,9 bilhão no primeiro trimestre de 2019, segundo dados do Ministério de Minas e Energia.

ATRASO

O executivo destacou, no entanto, que alguns cronogramas podem ser impactados pelas quarentenas adotadas pelo país para conter a disseminação do vírus, principalmente em empreendimentos ainda em fase de licenciamento ambiental.

“Nós não interrompemos... nós continuamos com todos investimentos que tínhamos aprovado em nosso Plano de Negócios”, afirmou Ferreira.

“Coisas que podem às vezes interferir é que você tem, nos investimentos na área de energia, necessidade de licenças e etc., e precisa ver em que medida esses processos de quarentena podem interferir, às vezes (gerar) um pequeno atraso”, ressaltou.

O presidente da Eletrobras citou como exemplo o projeto de um linhão de transmissão entre Manaus (AM) e Boa Vista (RR), uma parceria da estatal com a privada Alupar, que ainda aguarda liberação para início de obras.

Antes da pandemia, autoridades do governo projetavam para abril a liberação da licença de instalação do projeto, que conectará Roraima ao sistema elétrico interligado do Brasil. [nL1N2A016W]

Ferreira não revelou uma nova projeção para a obtenção da licença, mas defendeu que o investimento no linhão está mantido e disse que o projeto “é importante para o país”.

Por Luciano Costa

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below