for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up
Nacional

Bolsonaro parabeniza PF por operação que mira Witzel

Carros da PF deixam Palácio Laranjeiras, residência oficial do governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel 26/05/2020 REUTERS/Pilar Olivares

BRASÍLIA (Reuters) - O presidente Jair Bolsonaro deu os parabéns à Polícia Federal pela operação deflagrada na manhã desta terça-feira para investigar supostas irregularidades na área de saúde, que teve como alvo o governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel (PSC), seu rival político.

“Parabéns à Polícia Federal. Fiquei sabendo agora pela mídia. Parabéns à Polícia Federal, tá ok?”, disse o presidente, quando questionado sobre a operação, ao sair do Palácio da Alvorada.

A operação Placebo, deflagrada na manhã desta terça, realizou buscas na residência oficial do governador, o Palácio Laranjeiras, e no bairro do Grajaú, onde Witzel tem residência pessoal, em busca de documentos sobre superfaturamento de compras para combate ao novo coronavírus.

Em nota, Witzel negou envolvimento em qualquer irregularidade e atribuiu a operação desta terça a uma interferência do presidente da República, após o ex-ministro da Justiça Sergio Moro acusar Bolsonaro de buscar interferir politicamente na PF.

Há duas semanas, ao comentar as acusações de que teria tentado influenciar a mudança na Superintendência da PF no Rio de Janeiro, Bolsonaro afirmou que o Estado é um dos “mais complicados” do país e que a PF teria lá um “terreno fértil” para trabalhar.

Na segunda-feira, a deputada federal Carla Zambelli (PSL-SP), uma das mais próximas aliadas de Bolsonaro, disse em entrevista à Rádio Gaúcha que já havia alguns governadores sendo investigados pela Polícia Federal por supostas irregularidades em contratações no âmbito do combate à pandemia.

Reportagem de Lisandra Paraguassu

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up