June 1, 2020 / 2:56 PM / a month ago

Programa de financiamento à folha deve ser estendido e atender empresas maiores, indica Campos Neto

Brazil's Central Bank President Roberto Campos Neto attends a news conference, amid the coronavirus disease (COVID-19) outbreak, in Brasilia, Brazil April 7, 2020. REUTERS/Adriano Machado

BRASÍLIA (Reuters) - O presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, afirmou nesta segunda-feira que o programa de financiamento à folha de pagamento passará em breve por modificações para que seus desembolsos sejam acelerados.

Em apresentação exibida em audiência pública virtual em comissão mista do Congresso, Campos Neto indicou que empresas com faturamento bruto anual em 2019 entre 10 milhões e 50 milhões de reais devem se tornar elegíveis para a tomada de empréstimos, ante teto de 10 milhões de reais hoje.

Segundo a apresentação, haverá extensão do programa por mais dois meses e concessão de financiamento para empresas que mantiverem ao menos 50% dos postos de trabalho —antes, era necessário que elas mantivessem 100% das vagas.

O cálculo é que a extensão de dois meses para as empresas elegíveis irá ter um impacto de 5 bilhões de reais e que a inclusão da nova faixa de faturamento também promova uma liberação de igual montante, somando impacto de 10 bilhões de reais.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below