for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up

Gol estima consumo líquido de caixa de R$10 mi/dia no 2º semestre

21/03/2019 REUTERS/Sergio Moraes

SÃO PAULO (Reuters) - A Gol estima um consumo líquido de caixa de 10 milhões de reais por dia para o período de julho a dezembro, contemplando o pagamento integral de dívidas não relacionadas a aeronaves, de acordo com fato relevante nesta quarta-feira.

Excluindo essa despesa, o valor recua para 4 milhões por dia, considerando fatores como evolução da receita, resultados das negociações com funcionários, empresas de leasing e fornecedores, além do pagamento integral de despesas financeiras.

Com aproximadamente 3,3 bilhões de reais em liquidez total, a Gol diz que tem mais de 12 meses de caixa disponível, como um mínimo, excluindo reembolsos e caixa restrito. Incluindo valores financiáveis de depósitos e ativos não onerados, as fontes de liquidez somam aproximadamente 7 bilhões de reais.

A companhia aérea ainda estimou prejuízo por ação de aproximadamente 3,20 reais no segundo trimestre e margem Ebitda excluindo despesas não operacionais e não recorrentes em 23% a 25% - uma redução em relação à do trimestre findo em junho de 2019 (26%). A margem Ebit deve ficar em 3% a 5%.

Os custos unitários ex-combustíveis para o segundo trimestre excluindo despesas não operacionais e não recorrentes devem mostrar aumento de aproximadamente 85% no segundo trimestre ano a ano, principalmente devido à redução na oferta e a desvalorização do real ante o dólar.

A alavancagem financeira da Gol, medida pelo indicador Dívida Líquida/Ebitda UDM, alcançou aproximadamente 4,1 vezes no trimestre findo em junho de 2020, afirmou a companhia, citando dados preliminares e não auditados.

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up