for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up

Powell deve começar a apresentar nova postura de política monetária do Fed

Chair do Federal Reserve, Jerome Powell. Bill O'Leary/Pool via REUTERS/File Photo

(Reuters) - O chair do Federal Reserve, Jerome Powell, deve começar nesta quinta-feira a estabelecer a nova estratégia do banco central dos Estados Unidos para atingir as metas de estabilidade de preços e emprego máximo, uma esperada reformulação que acontece em meio a uma profunda crise econômica e poucos meses antes da eleição.

Com dezenas de milhões de pessoas sem trabalho por causa da pandemia de coronavírus e a campanha para a eleição presidencial de 3 de novembro em andamento, o Fed busca transformar completamente a maneira como gerencia a política monetária para se adaptar a um mundo em que as taxas de juros --e a maioria das métricas de inflação-- são perpetuamente baixas.

O Fed de Kansas City dará início a seu simpósio econômico anual nesta quinta-feira, um evento que normalmente é realizado no resort de Jackson Hole, no Wyoming, mas que está sendo feito virtualmente este ano por causa da pandemia

Após o evento desta semana e a reunião de política monetária em meados de setembro, as autoridades do Fed só se reunirão de novo um dia depois da eleição.

Powell deve discutir os resultados da revisão da estrutura do Fed, uma iniciativa que começou quase dois anos trás através de audiências públicas e pesquisas para explorar como a política monetária deveria ser adatptada ao ambiente de juros baixos. Ele iniciará seu discurso às 10h10 (horário de Brasília).

O chefe do Fed pode apresentar as justificativas de porque a inflação mais alta no longo prazo pode ser positiva para a economia, embora alguns analistas acreditem que o discurso não trará detalhes de como o banco central planeja usar essa abordagem.

Reportagem de Jonnelle Marte

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up