for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up

Trump e Biden lembrarão ataques do 11 de setembro na Pensilvânia e em Nova York

(Reuters) - O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, e seu rival democrata na eleição presidencial de novembro, Joe Biden, lembrarão o 19º aniversário dos ataques do 11 de setembro, e os dois candidatos visitarão separadamente o campo da Pensilvânia onde um dos aviões sequestrados caiu.

Memorial do Voo 93 em Shanksville, na Pensilvânia 11/09/2018 REUTERS/Kevin Lamarque

Biden e sua esposa, Jill, comparecerão primeiro a uma cerimônia matutina na parte sul de Manhattan, em Nova York, onde sequestradores da Al Qaeda lançaram dois aviões contra as torres gêmeas do World Trade Center. O vice-presidente republicano Mike Pence também estará presente na ocasião.

Trump discursará em uma cerimônia matutina no Memorial Nacional do Voo 93 em Shanksville, na Pensilvânia, disse uma autoridade da Casa Branca. O evento, que lembrará os 40 passageiros e tripulantes que morreram quando a aeronave caiu em um campo depois dos passageiros lutarem com os sequestradores, será fechado ao público por causa do temor do coronavírus, informou o Serviço Nacional dos Parques.

Mais tarde, os Biden visitarão o campo de Shanksville para prestar suas homenagens às vítimas. Os dois candidatos não devem se encontrar na Pensilvânia, um Estado vital na disputa eleitoral do dia 3 de novembro.

O Voo 93, que ia de Newark, em Nova Jersey, para San Francisco, nunca chegou ao seu destino porque passageiros invadiram a cabine de comando e tentaram retomar o controle do avião. Acredita-se que os quatro sequestradores planejavam lançá-lo ou contra o Capitólio, ou contra a Casa Branca

Ao todo, quase 3 mil pessoas morreram nos ataques de 11 de setembro de 2001, que ainda incluíram um quarto avião sequestrado que se chocou contra o Pentágono, nos arredores de Washington.

As cerimônias que lembram os ataques são uma parada frequente de candidatos presidenciais e autoridades. Trump visitou Shanksville no aniversário dos ataques em 2018 e compareceu a cerimônias de homenagem no Pentágono.

Biden esteve nos memoriais de Shanksville durante seus anos como vice-presidente de Barack Obama.

Durante a campanha presidencial de 2016, Trump e a então candidata presidencial democrata, Hillary Clinton, visitaram o memorial do Marco Zero de Nova York no aniversário do 11 de setembro.

A campanha de Biden anunciou que retirará seus anúncios de televisão do ar nesta sexta-feira para rememorar a data dos ataques.

O Dia 11/9, uma iniciativa sem fins lucrativos, havia pedido que as duas campanhas retirem os anúncios. A campanha de Trump não respondeu quando indagada se o faria.

Por John Whitesides e Joseph Ax

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up