for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up

Fauci discorda de Trump sobre coronavírus e cita estatísticas dos EUA perturbadoras

WASHINGTON (Reuters) - Principal autoridade de doenças infecciosas do governo dos Estados Unidos, Anthony Fauci afirmou nesta sexta-feira que discordou da avaliação do presidente Donald Trump de que os Estados Unidos “dobraram a esquina” da pandemia de coronavírus, dizendo que as estatísticas são perturbadoras.

Anthony Fauci 30/06/2020 Al Drago/Pool via REUTERS

Fauci, diretor do Instituto Nacional de Alergias e Doenças Infecciosas, disse que a temporada de gripe dos Estados Unidos estava começando com uma base elevada de aproximadamente 40.000 novos casos de Covid-19 por dia, e as mortes estão na média de 1.000 por dia.

Trump, que admitiu ter minimizado a severidade do vírus desde que ele surgiu no começo deste ano de eleição presidencial, afirmou na quinta-feira que acreditava que os EUA haviam “dobrado a esquina” em relação ao vírus.

“Tenho que discordar disso porque, se você olhar para o que acabou de mencionar, as estatísticas... são perturbadoras”, disse Fauci, à emissora MSNBC.

“Se você estiver falando sobre voltar a um nível de normalidade que lembre onde estávamos antes da Covid, será bem no meio de 2021, talvez até no fim de 2021”, disse.

Fauci afirmou que espera que o país não veja surtos de casos após o feriado do Dia do Trabalho, como aconteceu em outros fins de semana prolongados desde maio.

É importante reduzir as taxas de infecção antes do outono e do inverno, quando as pessoas passarão mais tempo em lugares fechados, argumentou.

“Você não quer começar com uma base que seja tão alta”, disse Fauci.

Questionado sobre comícios de campanha ao ar livre retomados por Trump antes da eleição de 3 de novembro contra o democrata Joe Biden, Fauci afirmou que eles são “absolutamente” arriscados.

“Estar ao ar livre não significa que você está protegido, especialmente se estiver em uma multidão e sem usar máscaras”, disse.

Fauci, que contradisse as declarações de Trump sobre o vírus, negou que o governo o esteja pressionando para ficar quieto.

“Qualquer um que tentar me dizer o que falar em público, se eles me conehcerem, sabem que será em vão”, disse.

Reportagem de Doina Chiacu

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up