for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up

Ibovespa começa semana no azul com exterior favorável; Yduqs dispara mais de 6%

SÃO PAULO (Reuters) - O Ibovespa avançava nesta segunda-feira, beneficiado pelo clima positivo em mercados acionários no exterior, com o noticiário corporativo também sob os holofotes, colocando os papéis da Yduqs entre as maiores altas.

25/07/2019 REUTERS/Amanda Perobelli

Às 11:11, o Ibovespa subia 0,89%, a 99.235,04 pontos. O volume financeiro era de 5,5 bilhões de reais.

Em Wall Street, a semana também começava no azul, diante de sinais de avanço no desenvolvimento de vacina contra o Covid-19 e notícias sobre fusões e aquisições, incluindo a de que a Oracle venceu a batalha pelo braço norte-americano da TikTok.

Na pauta brasileira, além de notícias corporativas, o Índice de Atividade Econômica do Banco Central (IBC-Br), considerado sinalizador do PIB, teve alta de 2,15% em julho em relação ao mês anterior, mas aquém do esperado.

“O resultado do IBC-Br de julho confirma a expectativa de continuidade da recuperação econômica no terceiro trimestre”, afirmou a consultoria LCA em relatórios a clientes.

“Esperamos que a atividade econômica continue avançando nos próximos meses, com destaque para o varejo e a produção industrial, na esteira da prorrogação dos estímulos governamentais e da continuidade da flexibilização do isolamento social”, acrescentou.

DESTAQUES

- YDUQS ON disparava 6,20%, após afirmar nesta segunda-feira que tem condições de apresentar proposta concorrente mais atraente pelos ativos do Grupo Laureate no Brasil, um dia depois de a Ser Educacional anunciar que assinou contrato para aquisição das respectivas operações por valor estimado em 4 bilhões de reais. SER ON, que não está no Ibovespa, saltava 13,18%.

- PETROBRAS PN e PETROBRAS ON recuavam 1,33% e 1,77%, respectivamente, tendo no radar fraqueza dos preços do petróleo no exterior e aprovação pelo presidente Jair Bolsonaro de resolução do Conselho Nacional de Política Energética (CNPE) que visa autorizar a eventual prorrogação dos prazos de vigência de contratos de concessão decorrentes de licitações de blocos de petróleo e gás realizadas a partir de 1999.

- BRMALLS ON valorizava-se 4,40%, em meio às perspectivas mais favoráveis quanto a vacina contra o Covid-19 e continuidade na flexibilização de medidas de combate ao coronavírus, com o setor de shopping como um todo no Ibovespa no território positivo nesta sessão, assim como empresas de varejo, incluindo as de vestuário, com LOJAS RENNER ON mostrando elevação de 4,34%.

- VALE ON registrava acréscimo de apenas 0,44%, mesmo com a alta dos futuros do minério de ferro na China, após forte valorização na sexta-feira. A mineradora também comunicou nesta segunda-feira que notificou seus credores que fará pagamento de 5 bilhões de dólares de linhas de crédito rotativo com vencimento em junho de 2022 e dezembro de 2024 que foram desembolsados em março de 2020.

- AZUL PN avançava 1,73%, tendo de pano de fundo anúncio de domingo de que recebeu da BNDES Participações e de um sindicato de bancos uma proposta de apoio financeiro para ajudar a empresa a superar os impactos da pandemia de coronavírus. A proposta encaminhada prevê uma oferta pública de um instrumento financeiro híbrido com objetivo de captar no mínimo 2 bilhões de reais.No setor, GOL PN subia 3,49%.

- TOTVS ON tinha acréscimo de 3,83%, também entre os destaques de alta. A fabricante de softwares de gestão anunciou nesta sexta-feira que prorrogou por 30 dias, até 13 de outubro, a validade da proposta de fusão com a Linx. LINX ON valorizava-se 2,09%.

- ITAÚ UNIBANCO PN recuava 0,63%, pesando do lado negativo, assim como BRADESCO PN, em queda de 0,59%, enquanto BTG PACTUAL UNIT avançava 2,57% nesta sessão, quando anunciou lançamento de seu banco digital de varejo BTG+, que o CEO do BTG estima que irá representar metade do resultado do banco em cinco anos.

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up