for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up

Navalny diz que foi envenenado por autoridades russas por ser considerado ameaça eleitoral

Líder russo de oposição Alexei Navalny durante entrevista a youtuber russo em Berlim 06/10/2030 YouTube - vDud/Divulgação/Reuters TV via REUTERS

MOSCOU (Reuters) - O líder de oposição russo Alexei Navalny disse acreditar que os serviços de inteligência da Rússia o envenenaram com a substância neurotóxica Novichok porque as autoridades o consideram uma ameaça antes das eleições parlamentares do ano que vem.

“Eles entenderam que havia problemas muito, muito grandes antes das eleições para a Duma”, disse Navalny em uma entrevista a um blogueiro russo no YouTube, em sua primeira aparição em vídeo desde que teve alta de um hospital de Berlim.

O crítico contundente do presidente Vladimir Putin desmaiou em um voo doméstico na Sibéria no dia 20 de agosto e ficou em coma até o início de setembro.

Médicos alemães disseram que ele foi envenenado com a substância neurotóxica Novichok. Alemanha, França e outros países ocidentais exigiram uma explicação do Kremlin a respeito da doença de Navalny.

O Kremlin rejeitou qualquer insinuação de que Putin ou as autoridades russas sejam responsáveis pelo estado de saúde de Navalny.

Navalny disse não saber como o agente nervoso Novichok entrou em seu organismo, mas disse que pode ter tocado em algo, e ainda afirmou que sua recuperação completa pode exigir mais dois meses. A certa altura da entrevista, ele estendeu a mão para mostrar que estava tremendo.

Navalny disse que está fazendo fisioterapia, mas que sua saúde melhorou consideravelmente e que os médicos ficaram surpresos com a rapidez de sua recuperação.

As eleições parlamentares russas devem acontecer em setembro, mas algumas reportagens disseram que podem ser adiantadas para a próxima primavera.

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up