October 1, 2014 / 11:34 AM / 3 years ago

Estado Islâmico decapita sete homens e três mulheres na Síria, diz observatório

BEIRUTE (Reuters) - O Estado Islâmico decapitou sete homens e três mulheres em uma região curda no norte da Síria, disse um grupo de monitoramento dos Direitos Humanos nesta quarta-feira, no que descreveu como uma campanha para atemorizar moradores que resistem ao avanço do grupo militante.

O diretor da entidade oposicionista Observatório Sírio de Direitos Humanos, Rami Abdulrahman, disse que cinco combatentes curdos que lutavam contra o Estado Islâmico, incluindo três mulheres, e mais quatro rebeldes árabes sírios foram capturados e decapitados na terça-feira em um local 14 quilômetros a oeste de Kobani, uma cidade curda cercada pelo Estado Islâmico, nas proximidades da fronteira turca .

Abdulrahman disse que um civil curdo também teve a cabeça arrancada.

“Não sei por que foram presos e decapitados. Somente o Estado Islâmico sabe o por quê. Eles querem assustar as pessoas”, disse ele. A Reuters não pôde verificar a informação de modo independente.

O Estado Islâmico tem praticado várias decapitações de combatentes inimigos e civis na Síria e Iraque.

Tais atos são com frequência perpetrados em público e acompanhadas de uma mensagem de que qualquer oposição, violenta ou não violenta, não vai ser tolerada.

Reportagem de Oliver Holmes

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below