October 8, 2014 / 3:43 PM / 4 years ago

Morre paciente que teve Ebola diagnosticado no Texas

Por Lisa Maria Garza e Richard Valdmanis

Vista parcial do Hospital Presbiteriano do Texas, em Dallas. 4/10/2014. REUTERS/Jim Young

DALLAS (Reuters) - A primeira pessoa diagnosticada com Ebola nos Estados Unidos, o liberiano Thomas Eric Duncan, morreu nesta quarta-feira pela manhã em um hospital de Dallas, no Estado do Texas, disse um porta-voz do hospital.

“É com profunda tristeza e decepção sincera que devemos informá-los sobre a morte de Thomas Eric Duncan nesta manhã às 7h51 (horário local)”, disse o porta-voz Wendell Watson em comunicado por email.

Duncan foi diagnosticado com Ebola depois de chegar ao Texas proveniente da Libéria, na África, no dia 20 de setembro, para visitar sua família. O caso levantou preocupações de que o pior surto de Ebola já registrado no mundo possa se espalhar pelos EUA.

O Ebola já matou mais de 3,4 mil pessoas na Libéria, Serra Leoa e Guiné desde o início do surto em março, cerca de metade de todos os infectados, de acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS).

Diversos pacientes norte-americanos foram enviados da África Ocidental para serem tratados nos Estados Unidos, mas Duncan foi a primeira pessoa a começar a demonstrar sintomas da doença já em território norte-americano.

Duncan conseguiu voar de Monróvia, capital da Libéria e epicentro do surto de Ebola, para os EUA porque não apresentou febre ao ser examinado no aeroporto e preencheu um questionário dizendo que não teve contato com qualquer pessoas infectada pelo vírus letal.

Autoridades da Libéria afirmaram que ele mentiu no questionário e esteve em contato com uma mulher grávida que depois morreu por causa da doença. O Ebola pode levar até três semanas para manifestar sintomas em suas vítimas, ponto a partir do qual se torna contagioso.

O vírus, que pode causar febre, vômitos e diarreia, espalha-se através do contato com fluídos corporais como sangue e saliva.

Duncan começou a se sentir doente pouco depois de sua chegada ao Texas. Ele se dirigiu a um hospital de Dallas em 25 de setembro, mas foi inicialmente mandado de volta para casa após ser medicado com antibióticos.

O estado do paciente piorou e ele retornou de ambulância para o hospital em 28 de setembro, sendo diagnosticado com o Ebola.

“A última semana tem sido um enorme teste para nosso sistema de saúde, mas para uma família tem sido muito mais pessoal. Hoje eles perderam um querido membro de sua família. Eles têm nossas sinceras condolências e nossos sentimentos estão com eles”, disse o titular do Departamento de Serviços de Saúde do Estado do Texas, David Lakey, em comunicado.

Autoridades disseram que até 48 pessoas podem ter sido expostas por Duncan ao vírus, e que 10 pessoas sob maior risco estão cooperando com o as autoridades de saúde pública, mantendo-se em quarentena voluntária. As outras 38 pessoas que podem ter sido expostas tem a temperatura examinada com regularidade.

O diretor do Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC, na sigla em inglês), Dr. Thomas Frieden, disse estar confiante de que a doença não vai se espalhar pelos EUA.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below