October 13, 2014 / 10:24 AM / 4 years ago

Evo Morales declara vitória na eleição presidencial na Bolívia

LA PAZ (Reuters) - O presidente da Bolívia, Evo Morales, se declarou vitorioso logo depois que as pesquisas de boca-de-urna apontaram sua vitória por esmagadora maioria de votos na eleição no domingo, e definiu o resultado como um triunfo das reformas socializantes que reduziram a pobreza e estenderam o papel do Estado na economia boliviana, que está em expansão.

Presidente da Bolívia, Evo Morales, discursa para apoiadores na varanda do palácio presidencial, em La Paz. 12/10/2014. REUTERS/Bolivian Presidency/Handout

Embora os resultados das urnas sejam demorados no país, a pesquisa de boca-de urna da TV Unitel apontou que Morales obteve 61 por cento dos votos enquanto seu rival Samuel Doria Medina ficou com 24 por cento. Outras duas sondagens também lhe deram vantagem de mais de 60 por cento, o que indica que Morales conquistou facilmente um terceiro mandato presidencial.

Morales, que se tornou o primeiro líder indígena da Bolívia, em 2006, vai agora ser capaz de estender o chamado “socialismo indígena”, pelo qual estatizou setores-chave da economia, como petróleo e gás, para financiar programas de bem-estar social e construir novas estradas e escolas.

“Este foi um debate sobre dois modelos: nacionalização ou privatização. A nacionalização venceu com mais de 60 por cento (de apoio)”, disse Morales, da sacada do palácio presidencial, a milhares de simpatizantes que o aplaudiam.

“Esta vitória é um triunfo para os anti-imperialistas e anticolonialistas”, declarou o presidente.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below