October 13, 2014 / 10:39 AM / 4 years ago

Polícia dos EUA prende pelo menos 17 em protestos contra racismo em St. Louis

Por Fiona Ortiz e Kenny Bahr

Manifestante ergue um cartaz durante um protesto na Universidade de St. Louis, no Estado do Missouri, EUA. 13/10/2014. REUTERS/Jim Young

FERGUSON EUA (Reuters) - Centenas de ativistas pró-direitos civis e manifestantes aplaudiram oradores, palestrantes e poetas no domingo, em um estádio em St. Louis, no Estado norte-americano do Missouri, coroando um fim de semana de protestos contra a violência policial contra os negros, que resultou em 17 prisões no início do dia.

Milhares de pessoas fizeram passeatas, vigílias e outras manifestações na região de St. Louis ao longo do dia, pedindo a prisão de um policial branco que matou a tiros um adolescente negro desarmado, em agosto. Mais manifestações estão programadas para esta segunda-feira.

Semanas de protestos se intensificaram na semana passada, depois que um segundo adolescente negro foi morto a tiros por um policial que estava de folga.

Os manifestantes que foram presos na manhã de domingo estavam realizando um protesto espontâneo na entrada de uma loja de conveniência no bairro de Shaw, onde Vonderrit Myers Jr, 18 anos, foi morto na semana passada. Segundo a polícia, ele atirou em agentes de segurança.

Centenas de ativistas viajaram dos Estados de Massachusetts, Virgínia, Nova York, Louisiana, bem como outras partes do país, para se unirem aos protestos e fóruns no fim de semana na região de St. Louis.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below