October 16, 2014 / 9:48 PM / 4 years ago

Padre e passageiro estão entre seis internados na Espanha com suspeita de Ebola

Por Sarah White e Rodrigo De Miguel

Duas ambulâncias chegam ao hospital Carlos 3º, em Madri, na Espanha, com pacientes suspeitos de estarem infectados com Ebola, nesta quinta-feira. 16/10/2014 REUTERS/Juan Medina

MADRI (Reuters) - Autoridades espanholas relataram quatro novos pacientes com possíveis sintomas de Ebola nesta quinta-feira, inclusive um passageiro febril que começou a tremer durante um voo da Air France para Madri e um padre espanhol que esteve na Libéria recentemente.

Três dos casos estão na capital e o quarto nas Ilhas Canárias, onde uma fonte do setor de saúde disse que duas outras pessoas já estão internadas para um monitoramento preventivo.

O padre, que chegou à Espanha em 11 de outubro, foi levado a um hospital depois de apresentar febre, um dos sinais da doença, informou o comitê de Ebola do governo espanhol.

Ele pertencia à mesma ordem religiosa que os outros dois missionários espanhóis que morreram em Madri nas últimas semanas depois de contrair o vírus mortal no oeste da África, um na Libéria e um em Serra Leoa, disseram.

A Espanha tem estado em alerta máximo para o Ebola desde que uma enfermeira que cuidou dos dois padres falecidos na capital, Teresa Romero, tornou-se a primeira pessoa fora do território africano a ser infectada no surto atual. Seu caso desencadeou recriminações sobre o quão preparado o país se encontra para lidar com a doença.

Autoridades de Madri esvaziaram um avião da Air France nesta quinta-feira depois que um passageiro começou a exibir tremores em um voo que partiu de Paris, informaram a companhia aérea e a operadora de aeroportos Aena. A pessoa em questão partiu da Nigéria antes de pegar um voo de conexão.

O passageiro foi conduzido ao hospital Carlos 3º de Madri —o mesmo no qual Teresa está sendo tratada e outros casos suspeitos sendo monitorados— em uma ambulância acompanhada por um comboio policial, como mostrou a televisão. O motorista usava óculos e vestimenta de proteção.

Outra pessoa, parte de um grupo de 68 sob monitoramento por estarem ligadas ao caso de Teresa, também foi internada no Carlos 3º no início desta quinta-feira depois de apresentar febre. As autoridades declararam que as 68 pessoas correm pouco risco, mas que precisam verificar a temperatura frequentemente em casa.

A mídia espanhola citou uma porta-voz do comitê de Ebola do governo espanhol que teria dito que a pessoa em questão é uma de sete que foram transportadas em uma ambulância utilizada para levar Teresa antes de seu diagnóstico de Ebola ser conhecido.

“Em todos estes casos serão feitos exames, e os resultados serão conhecidos nas próximas horas”, declarou o comitê em um comunicado.

Teresa Romero ainda está seriamente doente, embora estável. Outras 15 pessoas, incluindo seu marido, continuam em observação em hospitais de Madri, mas não exibiram sintomas.

Quase 4.500 pessoas já morreram na epidemia atual, quase todas no oeste africano, dentre um total de 8.997 casos confirmados, prováveis e suspeitos em sete países.

Reportagem adicional de Inmaculada Sanz e Sonya Dowsett; e de Nicholas Vinocur, em Paris

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below