July 1, 2015 / 10:49 AM / in 3 years

Ataque no Egito deixa ao menos 30 mortos; braço do Estado Islâmico reivindica autoria

CAIRO (Reuters) - Ao menos 30 pessoas foram mortas quando supostos militantes atacaram diversos postos militares na província egípcia do Sinai do Norte, nesta quarta-feira, de acordo com fontes médicas e da segurança.

O médico Osama el-Sayed, do Hospital Geral El-Arish, disse que o hospital recebeu 30 corpos, “alguns deles estavam usando trajes militares”.

A ramificação egípcia do Estado Islâmico, a Província de Sinai, reivindicou a responsabilidade pelo ataques, de acordo com uma publicação no Twitter.

O grupo informou que atacou mais de 15 locais de segurança e realizou três ataques suicidas. A Reuters não pôde confirmar imediatamente a autenticidade da reivindicação.

Reportagem de Ahmed Tolba

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below