July 1, 2015 / 1:21 PM / in 3 years

Ataque do Estado Islâmico deixa 70 mortos no Egito

Por Yusri Mohamed e Ahmed Hassan

ISMAILIA/CAIRO (Reuters) - Militantes do Estado Islâmico realizaram um ataque coordenado em diversos postos militares na província egípcia do Sinai do Norte, nesta quarta-feira, no qual 70 pessoas foram mortas entre civis e combatentes, em um dos maiores ataques militantes na história moderna do país.

Jatos militares egípcios F-16 e helicópteros Apache bombardearam a região na península do Sinai, área estratégica localizada entre Israel, a Faixa de Gaza e o Canal de Suez.

Foi o segundo ataque de destaque nesta semana no Egito. Na segunda-feira, o procurador-geral foi morto em um atentado com um carro-bomba no Cairo.

O braço egípcio do Estado Islâmico, a Província de Sinai, reivindicou responsabilidade pelos ataques em uma publicação no Twitter.

O Exército disse que cinco postos foram atacados por cerca de 70 militantes e que soldados destruíram três caminhonetes com armas antiaéreas.

A identidade dos mortos não estava imediatamente clara. Fontes da segurança informaram que pelo menos 36 pessoas, incluindo soldados, policiais e civis foram mortos, assim como 38 militantes.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below