July 11, 2015 / 6:00 PM / 3 years ago

Ex-embaixador do Vaticano é hospitalizado antes de ser julgado por abuso de menores

CIDADE DO VATICANO (Reuters) - Um ex-arcebispo e embaixador do papa na República Dominicana ficou doente e foi levado ao hospital antes da abertura de seu julgamento por acusação de abuso sexual de menores neste sábado, disse uma autoridade do Vaticano.

Jozef Wesolowski, ex-arcebispo e “núncio apostólico” (embaixador do Vaticano) em Santo Domingo, é acusado de pagar garotos para fazerem sexo, e de baixar e comercializar material pedófilo na internet, além de ofender a moral cristã.

Preso no pequeno Estado do Vaticano desde setembro de 2014, Wesolowski se queixou, dizendo que se sentia doente na sexta-feira, e então foi levado uma unidade de tratamento intensivo na Itália. Autoridades do Vaticano não forneceram mais detalhes a respeito da situação do ex-arcebispo.

O julgamento, visto como um importante passo na tentativa do Papa Francisco de fazer uma limpa na Igreja Católica, teve início mesmo sem o réu, com a corte lendo todas as cinco acusações contra o polonês de 66 anos de idade. A audiência foi então adiada. 

Wesolowski é o primeiro membro da alta cúpula da Igreja Católica a enfrentar um julgamento no Vaticano por acusações de abuso sexual, e o caso está sendo acompanhado de perto por vítimas de abuso de padres, que já acusaram o Vaticano de abafar inúmeros outros escândalos.

A fim de “limpar” o clero, deixando-o mais respeitável para ações em todo o mundo, o Papa Francisco reescreveu algumas regras da Igreja Católica, abrindo caminho para o julgamento deste sábado, considerado histórico.

Wesolowski, que foi levado ao sacerdócio por seu compatriota, o Papa João Paulo, foi chamado de volta de Santo Domingo para Roma em 2013, quando as acusações contra ele apareceram.

Procurando restaurar a credibilidade da Igreja Católica Romana, Papa Francisco determinou em 2013 que o código penal do Vaticano poderia ser aplicado para todos os seus empregados onde quer que eles vivessem.

Em junho, ele aprovou a criação de um tribunal no Vaticano, sem precedentes, para julgar bispos acusados de mascarar ou omitir abuso sexual de menores.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below