July 26, 2015 / 3:50 PM / 3 years ago

Cuba ameniza retórica anti-EUA em seu principal feriado em homenagem à revolução

SANTIAGO, Cuba (Reuters) - Os líderes cubanos prometeram preservar a vitalidade do socialismo neste domingo, mas reduziram o tom da retórica contra os Estados Unidos no primeiro feriado nacional de Cuba desde o restabelecimento das relações diplomáticas com os EUA, em 20 de julho.

Neste domingo foi comemorado o 62º aniversário da primeira ofensiva, em 1953, dos guerrilheiros de Fidel Castro contra o Exército do ex-presidente Fulgencio Batista, apoiado pelos EUA, dando início a uma rebelião que resultaria na queda do mandatário cinco anos depois.

Feriado mais importante no calendário da revolução cubana, as comemorações deste domingo incluíram apresentações artísticas e discursos patrióticos.

Faltaram as tiradas ácidas e anti-imperialistas de Fidel Castro, hoje com 88 anos e aposentado do cargo de presidente, que costumavam marcar o 26 de julho, data do ataque à base de Moncada, em Santiago de Cuba, cidade no lado oriental do país, a cerca de 800 km de Havana.

O atual presidente cubano, Raúl Castro, tem em geral amenizado suas críticas desde que deu início a um processo de aproximação junto com o presidente dos EUA, Barack Obama, em dezembro passado.

O principal orador deste domingo, o vice-presidente José Ramon Machado Ventura, disse que o reestabelecimento dos laços diplomáticos com os EUA celebrado em julho foi o auge do processo iniciado em dezembro.

Reportagem de Jaime Hamre

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below