August 5, 2015 / 2:15 PM / 3 years ago

Republicanos devem atacar Hillary e não uns aos outros, diz presidente do partido

WASHINGTON (Reuters) - O presidente do Partido Republicano dos Estados Unidos disse nesta quarta-feira que os pré-candidatos republicanos à Presidência provavelmente não atacarão uns aos outros no primeiro debate oficial da legenda, mas, em vez disso, vão se concentrar em tirar os democratas da Casa Branca.

Pré-candidatos republicanos à Presidência dos EUA (no alto da esquerda para a direita) Donald Trump, Jeb Bush, Scott Walker, Mike Huckabee, Ben Carson, (em baixo, da esquerda para a direita) Ted Cruz, Marco Rubio, Rand Paul, Chris Christie e John Kasich. REUTERS

Dezessete republicanos, encabeçados pelo bilionário Donald Trump, buscam a indicação do partido. Só 10 estarão no palco na noite de quinta-feira, ocasião do debate inaugural no horário nobre da televisão, que pode oferecer uma vitrine e uma chance de se destacar.

“No fim das contas, o verdadeiro assunto aqui é Hillary Clinton, Barack Obama, e o fato de que o país realmente não está em boa situação no momento”, disse o presidente do Comitê Nacional Republicano, Reince Priebus, ao canal NBC News, citando a favorita à indicação democrata e o atual presidente dos EUA. “Na verdade... esse é o foco. Não vamos nos focar uns nos outros”, afirmou Priebus no programa “Today”.

A rede Fox News, que irá transmitir o encontro, limitou a participação aos candidatos que ficaram entre os 10 mais lembrados em pesquisas de opinião recentes, decisão que despertou ansiedade, dado o número de postulantes no final da lista que tentam ficar entre os selecionados.

A atenção republicana voltada a Hillary também surge em meio a reportagens desta semana segundo as quais o FBI está investigando a segurança das configurações do e-mail particular da ex-secretária de Estado, aumentando a polêmica sobre como ela lidou com as mensagens quando era a principal diplomata do país.

Trump, figura de destaque do meio imobiliário e personalidade televisiva sem papas na língua, se colocou à frente do establishment republicano, abrindo dois dígitos de vantagem nas pesquisas. O último levantamento da Reuters mostra Trump na dianteira – quase 30 por cento dos entrevistados disseram que votarão nele, seguido pelo ex-governador da Flórida, Jeb Bush, com 12 por cento.

Dez por cento dos 490 republicanos consultados afirmaram que não irão votar. (Para a lista completa dos resultados, em inglês, veja bit.ly/1Ip7pN2)

Indagado sobre a liderança de Trump, Priebus disse que ainda há muito tempo até a eleição de novembro de 2016, mas reconheceu que o empresário soube explorar a frustração da população com o governo e os políticos. Os dois se desentenderam por conta dos comentários de Trump sobre uma possível candidatura independente, mas Priebus acredita ser algo improvável de ocorrer.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below