August 5, 2015 / 7:20 PM / in 3 years

Malásia confirma que destroços encontrados no Oceano Índico são do voo MH370

KUALA LUMPUR (Reuters) - O primeiro-ministro da Malásia, Najib Razak, confirmou nesta quarta-feira (manhã de quinta no horário local) que o segmento de uma asa de um avião Boeing 777 encontrado na ilha de Reunião, no Oceano Índico, pertence ao voo MH370, o primeiro progresso na busca pela aeronave desaparecida 17 meses atrás.

Premiê da Malásia Razak confirma que destroços achados em ilha são do voo MH370. 5/8/2015. REUTERS/Olivia Harris

“Hoje, 515 dias depois de o avião desaparecer, é com pesar que devo lhes dizer que uma equipe de especialistas internacionais confirmou de maneira conclusiva que os destroços da aeronave encontrados na ilha de Reunião são de fato do (voo) MH370”, declarou Najib em um discurso televisionado.

O voo da Malaysia Airlines desapareceu em março do ano passado no trajeto de Kuala Lumpur a Pequim com 239 passageiros e tripulantes a bordo.

Investigadores franceses determinaram que a peça, uma superfície da asa de entre 2 e 2,5 metros conhecida como flaperon, pertencia ao MH370, poucos dias depois de a Malásia identificá-la como parte do mesmo modelo de avião, um Boeing 777.

A confirmação dá aos parentes das pessoas a bordo uma certa sensação de assunto encerrado, mas nenhum indício sobre o que se passou com a aeronave.

“Gostaria de garantir a todos os afetados por esta tragédia que o governo da Malásia está comprometido a fazer tudo ao nosso alcance para descobrir a verdade sobre o que aconteceu”, afirmou Najib.

A peça do avião apareceu na quarta-feira passada em uma praia de Reunião, uma ilha vulcânica de 850 mil habitantes que se localiza perto de Madagascar e é território da França.

Reunião está a cerca de 3.700 quilômetros de distância da vasta área ao sul do Oceano Índico que costeia a Austrália, e onde se concentraram os esforços de busca, mas as autoridades e os especialistas disseram que as correntes marítimas podem ter levado destroços naquela direção, milhares de quilômetros distante de onde se acredita que o avião caiu.

Em outro comunicado, a Malaysia Airlines declarou que os familiares dos passageiros e tripulantes foram informados. A companhia aérea disse que a descoberta foi um grande avanço para solucionar o desaparecimento do voo MH370.

“Esperamos e torcemos para que haja mais objetos para serem encontrados que permitiriam resolver este mistério”, acrescentou.

A descoberta do flaperon desencadeou uma procura frenética por mais restos do avião desaparecido.

Por Praveen Menon e Al-Zaquan Amer Hamzah

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below