August 7, 2015 / 9:14 PM / in 3 years

Onda de atentados mata dezenas de pessoas no Afeganistão

Por Mirwais Harooni e Jessica Donati

Policiais fazem patrulha em local de ataque a academia de polícia em Cabul. 7/8/2015. REUTERS/Mohammad Ismail

CABUL (Reuters) - Um atentado suicida matou dezenas de cadetes em uma academia de polícia de Cabul nesta sexta-feira, e explosões atingiram uma área próxima do aeroporto, em uma onda de ataques que começou com uma enorme explosão de um caminhão-bomba na capital do Afeganistão. 

Os ataques acontecem pouco mais de uma semana após o Taliban ter anunciado um novo líder e parecem acabar com qualquer esperança sobre um retorno rápido para as conversas de paz entre o movimento insurgente e o governo do presidente Ashraf Ghani.

Um porta-voz taliban reivindicou responsabilidade pelo ataque à academia de polícia, no qual, segundo fontes, pelo menos 50 ou 60 pessoas foram mortas ou feridas. 

“O agressor estava usando uniforme da polícia e detonou seus explosivos entre estudantes que acabavam de voltar de uma folga”, disse um oficial da polícia.

Pouco depois, duas explosões atingiram uma área ao norte do aeroporto de Cabul, perto de uma base das forças especiais dos Estados Unidos. Tiros também foram escutados. 

Detalhes ainda não estavam claros, mas as explosões aconteceram perto de potenciais alvos, incluindo um campo da polícia anti-narcóticos, uma base para funcionários terceirizados de segurança dos EUA e uma base das forças especiais dos EUA conhecida como Camp Integrity.

“Elementos contrários ao governo lançaram um complexo ataque contra Camp Integrity, iniciado com uma bomba em um veículo e seguido por ataques com armas de fogo e outras explosões”, disse uma fonte de segurança. 

Pouco após as explosões, escutou-se jatos militares voando sobre o centro de Cabul. 

Os ataques acontecem menos de 24 horas após um grande caminhão ter explodido perto de instalação militar em uma área residencial de Caul, matando pelo menos 15 pessoas e ferindo 248.

Diferentemente do ataque à base da polícia, o Taliban não reivindicou responsabilidade pelo caminhão-bomba, que vitimou principalmente civis - matando e ferindo pessoas que dormiam e destruindo lojas e casas. 

Os atentados foram os primeiros em Cabul desde que Mullah Akhtar Mansour assumiu o controle do Taliban na semana passada.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below