August 8, 2015 / 12:45 PM / 2 years ago

Cerco a hotel no Mali acaba com 12 mortos e libertação de reféns

BAMAKO (Reuters) - Forças de segurança do Mali invadiram um hotel utilizado por funcionários das Nações Unidas neste sábado e libertaram quatro reféns mantidos no local por suspeitos membros da militância islâmica durante um cerco de quase 24 horas no qual 12 pessoas morreram.

Os homens armados haviam tomado o hotel Byblos, na cidade de Sevare, cerca de 600 quilômetros a nordeste da capital Bamako, na sexta-feira e contido do lado de fora as tropas que rapidamente cercaram o prédio.

O ataque, no extremo sul de tradicionais redutos no deserto dos militantes islâmicos, foi o último do que parece uma crescente campanha contra as tropas do Mali e o pessoal da ONU por parte de remanescentes de uma insurgência ligada à Al Qaeda.

“(O cerco) parece ter acabado e terminou bem”, disse um porta-voz do Ministério da Defesa do Mali, o coronel Diaran Koné. “Nós libertamos os quatro reféns. Mas, infelizmente, também encontramos três corpos no local.”

Também foram mortos cinco soldados e quatro homens armados, incluindo um que, segundo autoridades, estava amarrado em explosivos, disse o porta-voz do governo do Mali Choguel Kokala Maiga.

Por Emma Farge e Adama Diarra

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below