August 9, 2015 / 9:32 PM / 3 years ago

Primeira eleição do Haiti em quatro anos é marcada por episódios de violência

PORTO PRÍNCIPE (Reuters) - Os haitianos foram às urnas neste domingo pela primeira vez em quatro anos, em um teste de estabilidade para um país pobre que é constantemente acometido por turbulências políticas. 

Homens armados com pedras e garrafas atacaram postos de votação na capital Porto Príncipe e ao menos três deles foram obrigados a fechar, de acordo com funcionários do comitê eleitoral.

A nação caribenha com cerca de 10 milhões de habitantes tem enfrentado dificuldades para construir uma democracia estável desde a deposição da ditadura da família Duvalier, que comandou o Haiti de 1957 a 1986, e subsequentes golpes militares e fraudes eleitorais.

O país também foi devastado por um terremoto em 2010 que destruiu grande parte da capital, inclusive o palácio presidencial, matando dezenas de milhares de pessoas.

O presidente Michel Martelly, que não pode se reeleger, tem dezenas de candidatos concorrendo em todo o país sob a legenda PHTK.

O Partido da Verdade (Verite Party), do ex-presidente Rene Preval, e o partido da família Lavalas, ligado ao presidente duas vezes deposto Jean-Bertrand Aristide, também estão concorrendo.

Reportagem de Peter Granitz

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below