August 10, 2015 / 11:40 AM / 3 years ago

Equipe da Malásia vai inspecionar nas Maldivas destroços que podem ser de avião

KUALA LUMPUR (Reuters) - O governo da Malásia disse nesta segunda-feira que enviou uma equipe às Maldivas para inspecionar destroços encontrados na região, porém alertou ser cedo demais para estabelecer qualquer conexão entre o material e o voo MH370 da Malaysian Airlines, desaparecido no ano passado.

Primeiro-ministro da Malásia, Najib Razak, durante confirmação que um dos destroços encontrados na ilha de Reunião, na semana passada, era parte da asa do MH370. 05/08/2015 REUTERS/Olivia Harris

O comunicado foi feito após o surgimento de vários relatos sobre destroços não identificados que foram encontrados nas Maldivas e recolhidos pelas autoridades sob a suspeita de que poderiam ser da aeronave desaparecida.

“Uma vez que seja determinado serem destroços de uma aeronave, vão ser feitas discussões para determinar os próximos passos em termos do processo de análise”, disse o Ministério dos Transportes no comunicado.

O voo MH370 desapareceu em 8 de março de 2014 enquanto fazia a rota entre Kuala Lumpur e Pequim. Acredita-se que a aeronave tenha caído no sul do Oceano Índico, a cerca de 3.700 km da ilha Reunião.

O primeiro-ministro da Malásia, Najib Razak, disse na semana passada que especialistas tinham “confirmado conclusivamente” que um dos destroços encontrados na ilha de Reunião, na semana passada, era parte da asa do MH370.

Reportagem de Al-Zaquan Amer Hamzah e Praveen Menon

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below