August 30, 2015 / 7:13 PM / 3 years ago

Merkel pede que União Europeia aceite mais imigrantes

BERLIM (Reuters) - A chanceler alemã Angela Merkel convocou os outros países da União Europeia neste domingo a receberem uma parcela maior de refugiados que chegam nos países do bloco, enquanto seu governo tem dificuldades para lidar com um número recorde de imigrantes ilegais.

A Alemanha estima que o número de pessoas procurando por asilo no país quadruplique para 800 mil em 2015.

O ministro do Interior Thomas de Maiziere afirmou que o país poderia lidar com este número neste ano, mas não em longo prazo. 

Merkel, a favor de abrigos adequados para os refugiados antes que o inverno chegue, disse que a Europa deve agir rapidamente.

“Se a Europa tem solidariedade, e nós também já mostramos solidariedade a outros, então deve mostrar isso agora”, disse ela a jornalistas em Berlim. “Devemos agir rapidamente.”

Alguns governos europeus se recusaram a aceitar refugiados e resistiram às propostas da União Europeia por um plano comum para lidar com essa crise, que se intensifica na medida em que mais migrantes fogem da guerra e da pobreza na África, na Ásia e no Oriente Médio.

Merkel deve se encontrar com De Maiziere e outras figuras importantes entre seus pares conservadores nesta noite de domingo para decidirem como proceder diante da crise dos refugiados, disseram fontes do partido da chanceler.

Reportagem de Paul Carrel e Andreas Rinke

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below