September 2, 2015 / 12:01 PM / in 3 years

Cai redução de cobertura florestal no mundo, mas perda em 2014 é duas vezes o tamanho de Portugal

JACARTA (Reuters) - A cobertura florestal perdida em nível mundial diminuiu pelo terceiro ano consecutivo em 2014, de acordo com uma entidade de pesquisa ambiental, embora a média dos últimos três anos tenha alcançado o ponto mais alto já registrado, e a perda de árvores no ano passado cobre área duas vezes o tamanho de Portugal.

Agente do Ibama andando em madeira ilegal na Amazônia. 12/11/2013 REUTERS/Ricardo Moraes

Brasil e Indonésia, países que estão entre os que possuem as maiores florestas tropicais do mundo, tiveram um pequeno aumento na perda de cobertura florestal no ano passado, mas a redução da mata se acelerou em algumas regiões anteriormente negligenciados, de acordo com dados compilados pelo Instituto de Recursos Mundiais (WRI, na sigla em inglês), com sede nos Estados Unidos.

Enquanto crescem, as árvores absorvem dióxido de carbono, o principal gás do efeito de estufa —ao qual se atribui o aquecimento global—, mas o liberam quando são queimadas ou apodrecem.

O mundo perdeu um total de 18,8 milhões de hectares de cobertura por árvores em 2014, abaixo dos 20,64 milhões de hectares em 2013 e dos 23,53 milhões de hectares em 2012, de acordo com dados de satélite obtidos pela Universidade de Maryland, nos EUA, e o Google, e publicados pelo WRI.

A Amazônia, maior floresta tropical do mundo, enfrenta incursões da exploração madeireira ilegal e invasão de terras públicas próximas a grandes projetos de infraestrutura, como estradas e hidrelétricas. Recentemente, o governo defendeu uma taxa zero de desmatamento até 2030.

A perda de cobertura florestal no Brasil, um grande produtor de soja e criador de gado, subiu de 1,9 milhão de hectares em 2013 para 2,3 milhões de hectares em 2014, segundo o WRI, embora o ritmo do desmatamento tenha desacelerado nos anos anteriores.

A Indonésia, que abriga a terceira maior floresta tropical do mundo e é o maior produtor mundial de óleo de palma, impôs uma moratória sobre o desmatamento em 2011, em parte para reduzir as perdas de habitat dos orangotangos, tigres de Sumatra e outros animais selvagens.

Brasil e Indonésia terão papel-chave na conferência da Organização das Nações Unidas sobre o clima, em Paris, no final deste ano, que pretende chegar a um acordo para redução do aquecimento global.

Reportagem de Michael Taylor

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below