September 6, 2015 / 2:49 PM / 3 years ago

Austrália aceitará mais refugiados sírios e quer "resposta de segurança"

PERTH (Reuters) - A Austrália vai aceitar mais refugiados de campos na região da Síria e do Iraque e “está aberta” a fornecer mais ajuda financeira, disse neste domingo o primeiro-ministro, Tony Abbott, acrescentando que uma “resposta forte de segurança” é necessária para a região.

O governo australiano deve decidir em uma semana se se junta aos ataques aéreos contra o Estado Islâmico na Síria, tendo sido parte das operações no Iraque desde o ano passado.

“É importante que haja uma resposta humanitária, mas é importante que haja uma reposta forte de segurança também”, disse Abbott à imprensa.

O ministro de Imigração, Peter Dutton, irá a Genebra para se encontrar com o comissário das Nações Unidas para refugiados e perguntar que ajuda adicional a Austrália pode fornecer, segundo Abbott.

“Estamos dispostos a abrigar mais pessoas dessa região em conflito”, afirmou ele. “Estamos abertos a dar mais ajuda financeira à UNHCR (agência das Nações Unidas para refugiados).”

Embora mostre disposição em aceitar mais refugiados da Síria e do Iraque, Abbott se recusou a dizer se no geral a acolhida humanitária do país, hoje em 14 mil pessoas, aumentará, ou se as portas se fechariam para outros lugares do mundo.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below