16 de Setembro de 2015 / às 11:05 / 2 anos atrás

Assad diz que só povo sírio pode decidir se ele deve sair

Presidente da Síria, Bashar al-Assad, durante entrevista em Damasco. 26/08/2015 REUTERS/SANA/Handout via Reuters

MOSCOU (Reuters) - O presidente da Síria, Bashar al-Assad, disse em entrevista à mídia russa que só deixará o poder se o povo sírio quiser que ele abandone o cargo, e não sob pressão do Ocidente.

“Sobre o presidente, ele chega ao poder com o consentimento do povo por meio de eleições, e se ele sair, ele sai se o povo quiser isso, não por causa do julgamento dos Estados Unidos, do Conselho de Segurança da ONU, da Conferência de Genebra ou do Comunicado de Genebra”, disse Assad nesta quarta-feira.

“Se o povo quiser que ele fique, o presidente fica. Do contrário, ele deve renunciar logo”, acrescentou.

A ajuda do Irã, que tem fornecido tecnologia militar, tem sido crucial no combate ao terrorismo na Síria, segundo Assad. Mas Teerã não enviou unidades militares a Damasco, acrescentou.

Assad disse ainda que a coalizão liderada pelos EUA não tem sido capaz de enfraquecer os militantes islâmico até o momento.

O presidente sírio enfrenta uma guerra civil há mais de quatro anos e meio contra seu regime.

Reportagem de Lidia Kelly e Gabriela Baczynska

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below