22 de Setembro de 2015 / às 01:05 / 2 anos atrás

Colômbia e Venezuela acertam retorno de embaixadores e diálogo para resolver crise

QUITO (Reuters) - Colômbia e Venezuela concordaram nesta segunda-feira em começar a trabalhar para solucionar os problemas da fronteira comum que levaram a uma crise diplomática e, como primeiro passo, decidiram pelo retorno imediato de seus respectivos embaixadores.

Presidente venezuelano Maduro caminha em palácio de Quito. 21/9/2015. REUTERS/Guillermo Granja

Em uma reunião em Quito, os presidentes da Colômbia, Juan Manuel Santos, e da Venezuela, Nicolás Maduro, assinaram um documento no qual abrem canais para continuar com um diálogo que permita superar a disputa gerada pela decisão de Caracas de fechar passagens fronteiriças entre os vizinhos.

“Ambos os chefes de Estado se comprometem a construir um acordo que solucione os problemas da fronteira comum, destinado à convivência, à boa vizinhança, ao respeito mútuo e ao desenvolvimento econômico e social”, informou um comunicado conjunto lido pelo presidente do Equador, Rafael Correa, anfitrião do encontro.

A Venezuela determinou o fechamento de alguns cruzamentos da fronteira de 2.219 quilômetros desde agosto, justificando a decisão pela necessidade de combater o contrabando e grupos paramilitares que operam na Colômbia. Milhares de colombianos foram deportados.

Reportagem de Alexandra Valencia

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below