30 de Setembro de 2015 / às 14:51 / 2 anos atrás

Rússia tem como alvo grupos de oposição sírios e não Estado Islâmico, diz fonte francesa

Prédios danificados na cidade de Homs, na Síria. 02/08/2015 REUTERS/Omar Sanadiki

PARIS (Reuters) - Os ataques russos na Síria aparentemente apoiam o presidente sírio, Bashar Al-Assad, ao mirarem grupos da oposição e não militantes do Estado Islâmico, disse uma fonte diplomática francesa nesta quarta-feira.

“Caso seja Homs, o que parece ser, não é o Estado Islâmico que estão atacando, mas provavelmente grupos da oposição, o que confirma que eles estão mais em apoio ao regime de Bashar do que na luta contra o Estado Islâmico”, disse a fonte, em condição de anonimato.

Segundo um dos líderes da oposição política síria, os ataques aéreos russos mataram pelo menos 36 civis e tinham como alvo áreas onde o Estado Islâmico e militantes ligados à Al Qaeda não estavam.

“Todos os alvos no ataque russo hoje em Homs eram civis”, disse Khaled Khoja, chefe da Aliança Nacional Síria, grupo sediado na Turquia, em sua conta no Twitter.

Reportagem de Jean-Baptiste Vey

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below