3 de Outubro de 2015 / às 19:59 / em 2 anos

Hillary recebe o apoio do maior sindicato de trabalhadores dos EUA

SÃO PAULO (Reuters) - A favorita à nomeação democrata para as próximas eleições presidenciais dos Estados Unidos, Hillary Clinton, que vinha disputando com Bernie Sanders pelo apoio de organização trabalhista, conseguiu uma vitória neste sábado ao receber o endosso da Associação Nacional de Educação (NEA, na sigla em inglês), um enorme sindicato de professores.

Isso torna a NEA, o maior sindicato de trabalhadores dos Estados Unidos, com três milhões de membros, a última de uma série de sindicatos a apoiar Hillary, inclusive a Federação Americana de Professores e o sindicato de maquinistas.

A liderança da ex-primeira-dama nas pesquisas de opinião vem diminuindo contra Sanders, um senador de Vermont, que agrada os progressistas com suas promessas de enfrentar a desigualdade salarial.

A presidente da NEA, Lily Esleksen Garcia, elogiou Hillary como uma líder forte, que trabalharia pelos estudantes, professores e famílias “porque ela entende que a estrada para uma economia dos EUA mais fortalecida começa nas escolas públicas do país”.

Clinton emitiu um comunicado dizendo que se sentia honrada pelo apoio da NEA.

“Estive ao lado de educadores em toda minha carreira...”, disse.

“Como presidente, eu vou lutar para defender o direito dos trabalhadores de se organiar e o direito dos sindicatos de negociar coletivamente, e vou assegurar que os professores sempre tenham uma voz e um lugar à mesa para tomar decisões que tenham impacto em seus trabalhos”. 

Por Luciana Lopez

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below