7 de Outubro de 2015 / às 13:30 / em 2 anos

Jatos militares russos e sírios atacam rebeldes no oeste da Síria

BEIRUTE (Reuters) - O Exército sírio e milícias aliadas realizaram ataques terrestres contra posições rebeldes na Síria nesta quarta-feira, apoiados por bombardeios aéreos russos, no que parece ser o primeiro grande ataque coordenado desde que a Rússia ingressou na semana passada no conflito, de acordo com um grupo de monitoramento.

Residents rest on the ground near rubble in a damaged neighbourhood in Aleppo, Syria July 30, 2015. REUTERS/Abdalrhman Ismail

Os bombardeios aéreos da Rússia atingiram partes ao norte da província de Hama e áreas próximas na província de Idlib, tendo como alvo localidades perto da principal rodovia norte-sul que atravessa grandes cidades no oeste da Síria, disse o Observatório Sírio para os Direitos Humanos, com sede em Londres.

Ataques terrestres com mísseis pesados ​​terra-terra alvejaram pelo menos quatro posições de insurgentes na área e houve confrontos pesados ​​em solo, disse o chefe do Observatório, Rami Abdulrahman.

Apesar de a ação coordenada desta quarta-feira marcar uma escalada militar, não ficou imediatamente claro se haveria ganhos rápidos em um conflito que já se arrasta há mais de quatro anos.

“Ainda não há nenhuma informação de qualquer avanço (do governo) no terreno, mas os ataques aéreos atingiram veículos e bases insurgentes”, disse Abdulrahman.

Uma fonte regional, a par da situação militar na Síria, disse que as forças sírias, que incluem combatentes do Hezbollah, estavam participando do ataque terrestre contra quatro áreas controladas pelos rebeldes.

A Reuters informou na semana passada que aliados do presidente sírio, Bashar al-Assad, incluindo iranianos, estavam preparando um ataque terrestre na Síria visando recapturar territórios perdidos pelo governo para os rebeldes, que fizeram rápidos avanços este ano.

Abdulrahman, que acompanha o conflito usando fontes na Síria, afirmou que o ataque terrestre estava sendo realizado por “forças do regime” e seus aliados, sem nenhum sinal imediato de envolvimento russo em terra.

A mídia estatal síria e canais regionais pró-governo não mencionaram novos ataques russos ou terrestres nesta quarta-feira.

A Rússia, principal aliada de Assad, iniciou ataques aéreos na Síria há uma semana, dizendo ter como alvo os militantes do extremista Estado Islâmico.

Reportagem de Sylvia Westall, Dominic Evans e Laila Bassam

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below