10 de Outubro de 2015 / às 21:14 / em 2 anos

Em SP, Nobel da Paz chama ataque na Turquia de bárbaro

SÃO PAULO (Reuters) - Hussein Abassi, um dos vencedores do Prêmio Nobel da Paz por mediar uma transição pacífica em Primavera Árabe do país, chamou o bombardeio na Turquia que matou dezenas de pessoas neste sábado de “bárbaro” e apelou a comitê independente para descobrir quem estava por trás dele.

Abassi, chefe da União Geral Tunísia do Trabalho (UGTT), conversou com a Reuters à margem de uma conferência sindical internacional em São Paulo.

As duas explosões mataram mais de 90 pessoas, segundo relatos de momento, durante uma manifestação de ativistas esquerdistas e pró-curdos nos arredores da principal estação de trem de Ancara, o que o governo descreveu como um ataque terrorista semanas antes da eleição nacional.

Segundo Abassi, a manifestação era pacífica de organizações sindicais.

     “A forma como eles foram atacados, mortos e feridos é inaceitável. Esta atrocidade é uma ameaça para todos os que buscam a paz”, disse Abassi à Reuters. “Peço à Turquia a criação de uma comissão independente para investigar quem cometeu este ato de barbárie”, disse ele.    

Reportagem de Nacho Doce

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below